Tradutor / Translator / Traductor / Übersetzer / Traduttore / Traducteur / 翻訳者 / переводчик

Mais de mim mesma

terça-feira, 4 de dezembro de 2012

Saratoga (1937)


A razão de “Saratoga” ter sido um dos maiores sucessos de bilheteria de 1937 foi a curiosidade mórbida tão comum aos seres humanos. Seu astro, Clark Gable, poderia ser um atrativo para as plateias, mas foi a morte da atriz Jean Harlow, com apenas 26 anos, no meio das filmagens, que atraiu multidões para ver como o filme foi terminado sem sua protagonista. Fora isso, trata-se de uma produção simpática sobre corridas de cavalo com um romance previsível e dois grandes nomes, um já consagrado, outro que ainda esperava seu auge: Lionel Barrymore e Walter Pidgeon.
Duke Bradley (Gable) conhece o pai (Jonathan Hale) e o avô (Barrymore) de Carol Clayton (Harlow) todos envolvidos com criação e corridas de cavalos. Quando o pai falece durante uma corrida, Bradley, que havia se tornado sócio da fazenda, pois o pai havia lhe dado parte das terras para pagar uma dívida, resolve esquecer o acordo, devolvendo tudo ao avô. Ele e Carol não se entendem, até porque ela está noiva de Hartley Madison (Pidgeon), que Bradley insiste em ofender. Seu plano é fazer Madison apostar cada vez mais nas corridas, indo contra as apostas de Carol e enriquecendo Bradley.
Os coadjuvantes têm um papel especial e se tornam mais relevantes devido à necessidade de compensar a falta da protagonista. Barrymore, em suas poucas cenas, está muito divertido. Una Merkel está especialmente cativante como Fritzi, amiga de longa data de Bradley cujo hilário marido é dono de uma empresa de cosméticos e alérgico a cavalos. Quem também está lá é Hattie McDaniel, que voltaria a trabalhar com Gable dois anos mais tarde em “E o vento levou / Gone with the Wind”. E por falar em filmes de 1939, aqui temos a oportunidade de ver lado a lado dois atores muito importantes de “O Mágico de Oz”: Margaret Hamilton, a bruxa má do oeste, e Frank Morgan, que interpretaria o próprio mágico. Em uma viagem de trem, ele faz questão de insultar a feiura da pobre moça, que diz usar seus cremes sem obter resultados.        
Pela metade do filme, não sei se por influência dos fatos que eu já conhecia, comecei a perceber uma Jean Harlow mais inchada e não tão bonita quando focalizada de frente, porém com um perfil inalterado. Interessante notar como o filme trata de doenças, pois em muitos momentos Carol está acamada ou precisa ser examinada por um médico. Na vida real, Jean sofreu uma nefrite aguda e seus rins pararam de funcionar. Supõe-se que a causa da doença tenha sido a escarlatina que ela contraiu aos 15 anos. Numa época antes de hemodiálise e transplante de rins, ela não teve salvação.
Quando o filme completa uma hora, podemos ver que Jean foi substituída.  Como nem todas as cenas são gravadas na sequência, ainda há um momento, em uma festa, em que é ela, e não uma sósia, que conversa com Barrymore. Nos demais momentos, tudo o que vemos é uma atriz loira (Mary Dees) com algo escondendo seu rosto: um binóculo, um chapéu. Muitas vezes ela é gravada de costas e dublada por alguém com um tom de voz parecido (Paula Winslowe) com o de Jean (aliás, adoro a voz da loura platinada). Com certeza o filme teve de ser modificado devido à sua morte, com a supressão de falas, dando um maior destaque a Gable. Detalhe: não há nenhum beijo durante o filme, nem sequer no final!
A ideia inicial da MGM era regravar todas as cenas de Jean Harlow com Jean Arthur ou Virginia Bruce, no entanto muitos fãs pediram que este último trabalho da loura platinada estreasse logo. Além dessa tragédia, outro problema que aconteceu nas filmagens, só que bem menos grave, foi um acidente com Lionel Barrymore, que tropeçou em um cabo e quebrou o quadril, ficando um bom tempo numa cadeira de rodas. Curiosamente, este filme era para ser estrelado por Gable e Carole Lombard, rainha das comédias que em 1939 se tornou esposa de Clark e faleceu tragicamente em 1942 em um acidente de avião. Este foi o sexto filme em que Jean contracenou com Gable, que a chamava carinhosamente de “irmãzinha”, e a química entre eles é visível. A morte de Jean Harlow foi um choque para a indústria do cinema e em especial para seus fãs. No entanto, a garota que aos 16 anos saiu de casa para se casar e cujo sonho era formar uma família se tornou, em sua curta vida, uma estrela memorável, adorada e adorável mesmo 75 anos após sua morte.  

Mais informações sobre a vida e morte de Jean Harlow podem ser encontradas aqui.

This is my entry for The Late Film Blogathon, hosted by Shadowplay, showing some of great people’s last films. Great morbid idea! 

16 comentários:

Regi disse...

Não sabia que haviam tantos filmes estrelados por Cable e Harlow juntos! Esses dias estava assistindo Ciúmes (1936), e fiquei encantada com Jean Harlow. Certamente muitos artistas posteriores devem muito à ela, não é Marilyn?

Vou procurar agora por essa preciosidade. Beijos!

Iza disse...

Mas um filme em que o ator/atriz morre no meio das filmagens - Marilyn, James Dean...etc; Clark Gable era um gatão, adoro ele. Gostei demais no seu post. Beijos <3

O FALCÃO MALTÊS disse...

Gosto muito de Jean. E SARATOGA é bem interessante, embora prefira MARES DA CHINA.

O Falcão Maltês

Gilberto Carlos disse...

Infelizmente esses fatos trágicos sempre acabam atraindo público para os filmes. Agora querem lançar o último filme de River Phoenix, quase 20 anos depois de sua morte... Abraços.

Rubi disse...

Ainda não vi o filme, mas já havia lido em algum lugar sobre esses fatos trágicos durante as filmagens. É triste imaginar que Harlow faleceu durante a produção e nem teve tempo de concluir seu último trabalho, não?

Beijos!

Gabriel França disse...

Quero ver!!!

Michas disse...

Lê,

Este ano li uma biografia da Marilyn Monroe em que era dito que Marilyn - na época, ainda Norma Jeane - sonhava em ser uma estrela como Jean Harlow.

Desde então, fiquei curiosa para assistir a algum filme com ela. Ela morreu muito jovem!! Fiquei curiosa por "Saratoga", principalmente por ter Clark Gable no elenco. Vou procurar para assistir.

Obrigada por mais uma dica!

Beijos,

Michas

http://michasborges.blogspot.com

Suzane Weck disse...

Ola,que excelente texto e curiosidades nos fornece sobre Saratoga e seus atores e atrizes.Me dei conta que não vi nenhum filme com Jean Harlow,vou procurar assistir á este que achei bem interessante.Um beijo grande .SU.

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Querida amiga

A forma
como retratas
os filmes,
nos trazem
a imensa vontade
de assisti-los.

Que amar seja para ti
o objetivo de cada instante.

Tsu disse...

Olá Lê!
Eu até tenho alguns artigos prontos para o blog, alguns ainda para serem digitados e os de cosplay eu vou tentando ajeitar e inserir ás fotos á medida que vou encontrando...mas a correria realmente tomou tempo demais...especialmente no meu trampo u.u Acho que preciso tentar arranjar mais tempo livre @_@. Ou surto! Ahshash
Sobre o filme, lembro de ter lido algo sobre mas nunca me aprofundei muito..ótima chabce para fazê-lo!
bjs

Jefferson C. Vendrame disse...

Oi Lê, Parabéns pelo ótimo Post...
Sou louco para assistir esse filme, mais um entre tantos, indisponíveis no Brasil. Como vc o viu? Baixou da net ou adquiriu o dvd importado?

Jean Harlow realmente tinha muita presença de tela, no entanto,eu a acho muito limitada quanto atriz.

Grande abraço,

Anônimo disse...

Terrific work! That is the type of info that should be shared across the net.

Shame on Google for now not positioning this put up
upper! Come on

over and talk over with my site . Thank you

=)

Feel free to visit my web site - Selfishgooddeeds.com

Anônimo disse...

Hey, you used to write excellent, but the last few posts have

been kinda boring… I miss your super writings. Past several posts are just a little bit
out of track! come on!

Check out my blog; rafa.ninehub.com

Anônimo disse...

Hi, i feel that i noticed you visited my weblog
so i

got here to “return the favor”.I'm attempting to in

finding issues to improve my web site!I suppose its

adequate to use a few of your concepts!!

Feel free to surf to my blog: www.mug-nw.org

Anônimo disse...

I am commenting to let you understand of the brilliant discovery my

wife's girl developed viewing your site. She noticed many details, not to mention how it is like

to possess an amazing

helping mood to have certain people clearly comprehend a variety of tricky things. You really exceeded

people's expectations. Many thanks for presenting the priceless, trustworthy,
explanatory as well as cool tips about that topic to

Evelyn.

Here is my web site; http://boevye-iskusstva.bosa.org.ua/

Anônimo disse...

We absolutely love your blog and find nearly all of your post's to be just what I'm

looking for. Do you offer guest writers to write content for yourself?
I wouldn't mind writing

a post or elaborating on many of the subjects you write

regarding here. Again, awesome

blog!

Feel free to visit my blog post http://themostcake.co.uk

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...