Tradutor / Translator / Traductor / Übersetzer / Traduttore / Traducteur / 翻訳者 / переводчик

domingo, 18 de agosto de 2013

Randolph Scott: fatos rápidos

George Randolph Scott nasceu em 23 de janeiro de 1898 e faleceu em 2 de março de 1987, vítima de problemas no coração e no pulmão que já o haviam hospitalizado muitas vezes. 
Nascido no estado da Virgina, Scott era o segundo de seis filhos de uma família de posse. Aos 19 anos, ele se alistou no exército e combateu na Primeira Guerra Mundial. Com essa experiência ele aperfeiçoou suas habilidades para andar a cavalo e atirar, traços fundamentais em cowboys.
Com Mae West
Seu objetivo era tornar-se jogador de futebol americano, mas uma lesão nas costas o impediu de realizar esse sonho. Então, Scott estudou engenharia têxtil e deixou a faculdade para trabalhar na mesma firma que o pai.
Quando o jovem decidiu ser ator, o pai de Scott enviou uma carta a um conhecido chamado Howard Hughes. Hughes deu-lhe o primeiro papel coadjuvante em 1928. Em 1929, ajudou Gary Cooper a caprichar no sotaque em “The Virginian”.

Seguindo um conselho de Cecil B. DeMille, Scott foi trabalhar no teatro e, ao voltar com mais experiência, conseguiu seu primeiro papel como protagonista em 1931.


Na Paramount, a partir de 1932, fez uma série de remakes de westerns mudos, muitos deles dirigidos por Henry Hathaway. Esses filmes eram baseados nos livros de Zane Grey, que também serviram de inspiração para alguns dos primeiros filmes de John Wayne.

Ao contrário da maioria dos atores, a carreira de Scott foi melhorando com o tempo. Ele atingiu seu auge já cinquentenário, interpretando cowboys durões.


Essa fase próspera começou quando John Wayne não pôde interpretar o papel principal em “Sete Homens sem Destino / Seven Men from Now” (1956) e indicou Scott para substitui-lo.
Randolph decidiu se aposentar no auge, ao perceber que nunca atuaria tão bem quanto no aclamado “Pistoleiros do Entardecer / Ride the High Country” (1962).
Além de ator, foi produtor de quatro de seus filmes e produtor associado de outros dez.

?
Seu único papel de antagonista foi em “A indomável / The Spoilers” (1942), no qual enfrenta John Wayne em uma das brigas mais emocionantes do cinema.
Ele foi uma das opções para o papel de Ashley Wilkes em “E o vento levou” (1939).

Alguns de seus melhores amigos em Hollywood eram Fred Astaire e Cary Grant, sendo que Scott fez dois filmes com cada um deles. Na década de 1930, Scott e Grant dividiam uma casa na praia. Scott ficou arrasado quando soube da morte de Grant em 1986.


Randolph casou-se duas vezes. O primeiro casamento foi Marion DuPont, rica herdeira, de quem se divorciou três anos depois. Curiosamente, Scott havia sido o padrinho do primeiro casamento de Marion. As segundas núpcias foram com Patricia Stillman, que apareceu como extra em três filmes, e com quem ele adotou duas crianças e ficou junto por 43 anos. Além desses relacionamentos, em 1932 Lupe Vélez disse que iria se casar com Scott. O ator revelou que havia visto a sensual mexicana apenas uma vez numa corrida de cavalos.
Os pais de Scott eram bastante peculiares quanto à sua carreira. Veja o que o ator disse...
Sobre a mãe: “Ela era uma senhora conservadora do sul, que sempre pensou que os filmes não tinham vindo para ficar. Minhas irmãs levaram-na para me ver em um filme e no primeiro momento em que ela me viu na tela ela disse: ‘Oh, não! Não pode ser o Randolph. Esse homem é mais velho que o Randy e não tão bonito’”.
Sobre o pai: “Ele ia ver todos os meus filmes, mas não porque tinha um filho ator, mas porque ele achava que eu parecia com Wallace Reid, seu ator favorito”.

Randolph Scott era um dos atores favoritos do meu bisavô, José Aparecido Macedo. Mesmo assim, eu só vi três filmes com ele: além de “The Spoilers” (1942), “O Romântico Defensor / Albuquerque” (1948) e “O resgate do bandoleiro / The Tall T” (1957). Mas, ânimo! Vários filmes de Randolp0h Scott estão disponíveis no YouTube e no Internet Archive.

This is one of my contributions to the Summer Under the Stars Blogathon, hosted by Jill at Sittin’ on a Backyard Fence and Michael at ScribeHard on Film. 
Hello, gorgeous

6 comentários:

Pedrita disse...

eu devo lembrar dele dos filmes cowboys, já que novinho não lembrava. muito bonito jovem. beijos, pedrita

Marcelo C,M disse...

Otimo resgate da historia.

Suzane Weck disse...

Ola querida LÊ,me lembro de ter assistido vários filmes com o belo Randolph.Não sabia nada á respeito de sua vida particular,só conhecendo o fato de ter sido muito próximo á Cary Grant,[o que trazia algumas suspeitas].Adorei conhece-lo melhor através de tua pesquisa.Òtimo teres lembrado do famoso e sensacional sapateado de Fred e Eleanor no filme Musical da Broadway.Deveria ter posto um video para lembrar esta beleza de dupla dançando Begin the Beguine.Aliás eu sou "gamada"por este tipo de dança que quase não temos hoje em dia.Desejando uma òtima semana deixo aqui meu grande abraço.SU.

Rubi disse...

Não sabia quase nada sobre Randolph Scott. E acredite ou não, mas um dos meus filmes preferidos (não só do gênero western, mas no geral) é protagonizado por ele; no caso A Lei da Fronteira. Excelente post!

siby13 disse...

Um dos meus astros preferidos, coleciono todos seus filmes. Acho lindo e talentoso. Adorei sua matéria, e as fotos bem lindas.
Parabéns! Obrigada por compartilhar. :)

Jill disse...

Thanks for a wonderful contribution to the blogathon! Love Randolph Scott.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...