Tradutor / Translator / Traductor / Übersetzer / Traduttore / Traducteur / 翻訳者 / переводчик

sexta-feira, 24 de abril de 2015

Alfabeto do cinema clássico

Algo aconteceu quase um ano atrás: recebi o prêmio ABC – Awesome Blog Content – do meu amigo Rich do blog Wide Screen World. Mas só descobri isto semana passada! Por isso, sem mais demora, coloco meu vestido longo e vou receber meu já empoeirado prêmio. Como discurso de agradecimento, preciso contar uma coisa da minha vida com cada letra do alfabeto. Como cinema é minha vida, apresento meu alfabeto de cinema clássico:

Alfred Hitchcock: vou ficar muito chateada no dia em que tiver visto todos os filmes do Hitchcock, porque não haverão mais surpresas a serem desvendadas!


Buster Keaton: mestre do cinema mudo, dispensava dublês e fez algumas das melhores comédias de todos os tempos. É um dos ídolos da minha mãe.



Casablanca: talvez este seja o melhor filme de todos os tempos. Talvez seja “Crepúsculo dos Deuses / Sunset Boulevard”



Disney: obsessão até hoje. Minha porta de entrada para o mundo do cinema.


Eastwood: cowboy, matador, ator, diretor e até prefeito de uma pequena cidade. Este homem pode fazer tudo.


Fred Astaire: charmoso, protagonista de filmes deliciosos e um dançarino inigualável. Minha alma fica mais leve quando vejo Fred dançando.

Greta Garbo: o rosto mais belo de todos os tempos. Iniciou minha paixão pelos clássicos.


Henry Fonda: talentosíssimo. E com aqueles olhos azuis maravilhosos.


Irmãos Marx: Groucho, Chico, Harpo e Zeppo são sensacionais e sempre, sempre me divertem.


James Cagney: meu ator favorito!


Katharine Hepburn: minha atriz favorita!


Lillian Gish ou Lon Chaney: meus favoritos do cinema mudo


Musicais: filmes que me fizeram escapar de muitas tardes tristes


Noir: gênero que nunca cansa de me surpreender


Oscar: a melhor e mais emocionante noite do ano


Pre-Code: filmes ousados e deliciosos feitos entre 1929 e 1934


Qué sera, sera: na voz de Doris Day, de preferência


Raft: ator sensacional que merece ser mais apreciado. Adoro-o em “Scarface” (1932)


Stanwyck: linda, talentosa e injustiçada no Oscar. Exemplo de vida e de perseverança.


Truffaut: quero voltar no tempo e ser melhor amiga do Truffaut. O amor deste diretor pelo cinema me encanta profundamente


Último Comando: “The Last Command”, de 1928, é um dos meus filmes mudos favoritos


Vicky Lester: personagem fictícia, protagonista de meu filme favorito de todos os tempos, “Nasce uma Estrela / A Star is Born” (1937)


William Powell: eterno par da Myrna Loy e ator que brilhava em qualquer papel


X: sempre antes da morte de algum personagem em “Scarface” (1932), um X aparecia projetado de alguma maneira no cenário. Martin Scorsese fez o mesmo em “Os Infiltrados / The Departed” (2006)



Yankee Doodle Dandy: filme de 1942 que deu o único Oscar a James Cagney. Como ele mesmo dizia: “Once a song and dance man, always a song and dance man”.



Zerelda: nunca vou esquecer que Zerelda é o nome ridículo da esposa do bandido Jesse James. No filme de 1939, “Zee” é interpretada por Nancy Kelly, de quem eu tenho inveja porque ela beija Tyrone Power.


E agora, indico o prêmio ABC – Awesome Blog Content – para:




7 comentários:

Cris Alves disse...

Parabéns pelo premio como sempre você merece e adorei o abc do cinema muitos citados são meus favoritos,sempre adoro seus post de verdade.
Beijos

Pedrita disse...

parabéns. belo post. beijos, pedrita

vintagepri disse...

Ahhh que legal esse alfabeto do cinema clássico. Amei o post, ficou show <3

Beijos, Pri
VINTAGEPRI

Marcelo Castro Moraes disse...

Bela matéria. Visitem o meu blog de cinema: http://cinemacemanosluz.blogspot.com

Kat Farias disse...

Que post mais divertido! Eu sou muito apaixonada pelo cinema antigo, mas sempre que entro aqui penso que tem muitas coisas ainda pra eu conhecer! kkkkk muitos clássicos ainda não vi, embora já tenha assistido muitos que não são considerados tão icônicos mas são igualmente maravilhosos. Adorei Lê! Grande beijo.

Rich disse...

This probably reads much better in Portugese than in English. :-D

Didn't know that about SCARFACE! Now I gotta rewatch that.

Mariana Fontana Szewkies disse...

Oi Lê!
Adorei descobrir esse seu blog :)
A = sempre Alfred Hitchcock <3 Eu também vou ficar triste quando tiver assistido todos os filmes dele (mas tem alguns que sei que nunca vou cansar de rever - como Um Corpo que Cai e Janela Indiscreta)
N = Noir. Também adoro.
Truffaut = não conheço muita coisa, mas morro de vontade de ler "Hitchcock/Truffaut: entrevistas"
Parabéns pelo prêmio!
Beijos,
alemdacontracapa.blogpsot.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...