Tradutor / Translator / Traductor / Übersetzer / Traduttore / Traducteur / 翻訳者 / переводчик

segunda-feira, 13 de novembro de 2017

Descalços no Parque / Barefoot in the Park (1967)

Recém-casados. Desde a era do cinema mudo, muitos filmes já trataram de jovens casais apaixonados, prestes a começar a vida a dois. Buster Keaton fez, por exemplo, muitos curtas-metragens nos quais ele precisava se adaptar à nova vida – podemos citar dois deles: “Uma Semana” (1920) e “A Parentela da Esposa” (1922). Buster não foi o único a mostrar o lad0 divertido do casamento. Quarenta anos depois, os casais tinham o mesmo problema que os personagens de Buster – incompatibilidade.

Newlyweds. Since the silent era many, many films were made about young couples in love, about to start their life together. Buster Keaton had,  for instance, many short films in which he had to adapt to his new life – we can mention two of them: “One Week” (1920) and “My Wife’s Relations” (1922). Buster wasn’t the only one to show the fun side of the newlyweds’ life. Forty years later, couples had the same problem as Buster’s characters – incompatibility.
Corie (Jane Fonda) e Paul (Robert Redford) voltaram da lua de mel e se mudaram para seu novo apartamento em Nova York. Como você deve imaginar, este é o melhor lugar pelo qual o jovem casal pode pagar, então não é um apartamento muito espaçoso. Ele se localiza no último andar de um prédio sem escadas. E, ah, há um buraco na claraboia, algo perfeito para dias de verão, porém terrível para noites de inverno.

Corie (Jane Fonda) and Paul (Robert Redford) have just resumed their honeymoon and moved to their own apartment in New York City. As you may imagine, this is the best place the young couple can afford, so it’s not very big. It’s also on the last floor of a building that has no stairs. And, oh, there is a hole in the ceiling, perfect for sunny days but horrible in snowy nights.
Entretanto, este não é o maior problema deles. Parece que o amor os cegou e apenas agora eles veem como são diferentes. Paul é um advogado sério, que se preocupa com a carreira em primeiro lugar. Corie é uma dona de casa de espírito livre, que não vê problemas em socializar com vizinhos estranhos. Paul quer uma casa arrumada e uma carreira brilhante, enquanto Corie quer ter o marido ao seu lado e se divertir.

But this is not their biggest problem. It looks like love has blinded the young couple and only now they could see how different they are. Paul is a serious lawyer, who worries about his work more than anything else. Corie is a free-spirited housewife, who doesn’t care about mingling with weird neighbors. Paul wants a tidy home and a brilliant career, while Corie wants to have her husband next to her and to have fun.
É comum que se diga que, quando você se casa com alguém, também se casa com a família desta pessoa. E, seguindo este raciocínio, quando você se muda para uma nova casa ou prédio você também acaba criando uma relação com seus vizinhos. E isto tudo nos leva a dois incríveis coadjuvantes: Ethel (Mildred Natwick), a mãe de Corie, e Victor Velasco (Charles Boyer), um vizinho excêntrico. Na sequência mais divertida do filme, Corie, Paul, Ethel e Victor saem para jantar.

It’s often said that when you marry someone, you also marry this person’s family. And, following the reasoning, when you move to a new house or building you end up creating a relationship with your neighbors. And this takes us to two amazing supporting characters: Ethel (Mildred Natwick), Corie’s mother, and Victor Velasco (Charles Boyer), an eccentric neighbor. In the funniest sequence of the movie, Corie, Paul, Ethel and Victor go out to dine.
Não posso elogiar suficientemente a noite louca que os quarto experimentam. Haverá ao menos um momento em que você vai chorar de rir – talvez por causa da comida estranha, talvez por causa das loucuras de Velasco. “Descalços no Parque” acabará lhe ensinando a comer knichi do jeito certo, a dançar a dança folclórica albanesa “Shama Shama” ou por que beber muito uzo lhe impedirá de fechar a mão.

I can’t say enough good things about the zany night out the four of them have. There will be at least a moment when you’ll laugh until you cry – maybe because of the weird food, or because of Velasco’s shenanigans. “Barefoot in the Park” will end up teaching you how to eat knichi properly, how to dance the Albanian folk song “Shama Shama” or why drinking too much uzo will prevent you from making a fist.
É interessante notar como, mesmo sendo baseado em uma peça de teatro, “Descalços no Parque” não parece ‘teatral’. Há poucos cenários, mas a sensação geral é de que o filme não fica confinado por causa disso. Isso acontece porque Neil Simon, o autor da peça, escreveu também o roteiro do filme. Simon não era novato no mundo do cinema e da TV – ele trabalhava desde 1948 em filmes e séries para a televisão.

It’s interesting how, even though the film is based on a stage play, “Barefoot in the Park” doesn’t look ‘staged’. There may be few settings, but the overall feeling of the movie is not something confined. This happens especially because Neil Simon, the play writer, was also responsible for the screenplay. Simon was no newcomer in the film and TV world – he had been working in TV movies and series since 1948.
“Descalços no Parque” foi o terceiro de cinco filmes – até agora – em que Jane Fonda e Robert Redford contracenaram. Eles curiosamente começaram suas carreiras no cinema com o mesmo filme, “Até os Fortes Vacilam” (1960), mas Fonda era a estrela e Redford apenas um figurante. Começando com “Caçada Humana”, de 1966, Fonda e Redford se tornaram bons amigos, em especial porque têm o mesmo posicionamento político. Foi delicioso vê-los como um casal jovem e apaixonado em “Descalços no Parque”, e foi ótimo descobrir que eles se juntaram para uma nova empreitada...

“Barefoot in the Park” was the third of five – so far – films Jane Fonda and Robert Redford made together. They actually made their screen debuts in the same movie, “Tall Story” (1960), but Fonda had a starring role and Redford was only an extra. Starting with 1966’s “The Chase”, Fonda and Redford became good friends, in special because of their similar political views. It was delightful to see them as a young and passionate couple in “Barefoot in the Park”, and it was great when they reteamed…


This is my contribution to the Then and Now (Now and Then) blogathon, hosted by Realweegiemidget (and Thoughts All Sorts).

2 comentários:

Brittaney disse...

Has there ever been a more beautiful onscreen pairing than Redford and Fonda? This is such a fun film and you've written a great review. I also enjoyed watching each of them in The Chase with Marlon Brando. That movie captured my attention more than I expected it to.

Gill Jacob disse...

Thanks for this post- actually on my to review pile but now thanks to you further up! Thanks for reminding me what a great film this is and for joining our blogathon, Gill at Realweegiemidget Reviews

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...