Tradutor / Translator / Traductor / Übersetzer / Traduttore / Traducteur / 翻訳者 / переводчик

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Oscar 2012

A grande festa da Academia, em sua edição número 84, continua a atrair milhões de pessoas ao redor do mundo. Seja pelos ganhadores, por torcer por alguém ou algum filme em particular ou mesmo para conferir os elegantes trajes do tapete vermelho, há sempre um público cativo para o Oscar.
Alguns ganhadores eram quase certeza, devido aos prêmios que vieram antes na temporada de premiação, como Melhor Ator e Atriz Coadjuvante para Christopher Plummer e Octavia Spencer. Plummer, aliás, estabeleceu um novo recorde como o mais velho ganhador, aos 82 anos. Alguns prêmio técnicos também não eram novidade, como Melhor Figurino e Trilha Sonora para “O Artista”.
Os prêmios principais, últimos a serem apresentados, ficaram com Michel Hazanavicious (Diretor), Jean Dujardin (Ator), Meryl Streep (Atriz) e “O Artista” (Filme), quebrando outro recorde ao ser o primeiro filme mudo a ganhar a honra máxima desde a primeira cerimônia, em 1929. E, por falar em recordes, Meryl juntou-se a Ingrid Bergman com a marca de três Oscars, dois como Atriz Principal e um como Coadjuvante.
O grande ganhador da noite foi “A Invenção de Hugo Cabret”, dirigido por Martin Scorsese que, contudo, não levou o prêmio de Melhor Diretor. O filme ganhou cinco Oscars (empatado com “O Artista”), destacando-se em categorias técnicas, como Melhores Edição e Mixagem de Som, Montagem, Direção de Arte e Efeitos Especiais
Com a volta de Billy Cristal como apresentador pela nona vez, alguns risos foram garantidos. Achei bastante simpático o número inicial, em que ele apresentou os concorrentes a Melhor Filme com paródias de algumas famosas músicas americanas. Embora ele não seja um astro do humor contemporâneo (um de seus maiores sucessos é uma comédia da geração passada, “Harry e Sally”, de 1989) foi uma boa aposta. Afinal, a Academia tenta a cada ano chamar o público mais jovem para ver o show armado.   
Mais uma vez o Brasil ficou a ver navios, perdendo a estatueta de Melhor Canção Original para “Man or Muppet”. E a glória de Melhor Filme Estrangeiro foi para o iraniano “A Separação”. O prêmio de Melhor Roteiro Adaptado foi para “Os Descendentes” e o de Roteiro Original, para “Meia-Noite em Paris” e, é claro, Woody Allen não apareceu. 
E, quanto a mim, percebi que preciso estudar mais estatística ou ao menos melhorar minha capacidade de chute. Do bolão feito, acertei 15 das 24 categorias. Para o próximo ano, pretendo melhorar assistindo aos indicados ou ao menos me informando melhor sobre eles se, é claro, perder a magia que vem junto com essa incrível festa do Oscar, celebração máxima do poder do cinema. Ah, e viva os primórdios da sétima arte!

12 comentários:

Película Criativa disse...

Não esperava uma edição sem surpresas, mas foi muito bom ver O Artista consagrado. Só lamento a ausência de alguns filmes na premiação.

Meus comentários sobre o Oscar 2012 também estão no ar: http://peliculacriativa.blogspot.com/

Bia Hain disse...

Oi, Passei para retribuir sua visita. Seu blog é ótimo, parabéns. Um abraço, volte sempre que quiser colher algo sobre sentimentos!

Adriana Balreira disse...

adorei o seu blog de filmes! Não assisti nenhum filme que concorreu ou ganhou o oscar. Absurdo isso!
Beijos
Adriana

EDER RIBEIRO disse...

Sinceramente, acho a cerimônia do Oscar muito cansativo. O cinema estadunindense não produz mais obra de arte, o que se destaca são os efeitos especiais. A cerimônia do Oscar não fale o preço da pipoca. Não quero passar uma imagem de chato, mas não tenho fascínio por essa cerimônia.
Obg. pela visita. Bjos.

Live Blog disse...

Olà,

Como aqui jà referiram, realmente é pena não haver uma premiação de artistas que têm vindo a demonstar um maior talento ( opinião minha ) .

Parabéns pelo espaço, interessante .

Abraços

@ Escritora disse...

Ótimo post, adoro cinema!

Obrigada pela visita, por aqui fico!

Saudaçoes

Rubi disse...

Confesso que não fiquei surpresa com algumas premiações (como por exemplo na categoria de melhor atriz... no entanto, estava torcendo por Viola Davis) Quanto ao Artista... merecia! Fiquei contente por Jean Dujardin.

Jeanne Geyer disse...

Olá, gostei muito do teu blog. sempre gostei de cinema, mas ultimamente com a Net a gente acomoda e fica vendo filmes em casa.
Beijos

Sahara Higino disse...

Me pedisse para passar por aqui;
Passei.. fiquei!

Que toda crítica seja bem-vinda.
Um abração! Paz!

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Fiquei emocionado com as vitórias de Meryl e Plummer.

Abração!

O Falcão Maltês

Iza disse...

Fiquei muito feliz quando O Artista ganhou o Oscar de melhor filme: FOI SUPER MERECIDO! Ainda não vi o filme, mas pretendo assisti-lo no cinema. Eu gostei do Oscar desse ano. Beijos!!

h

Vanessa disse...

Oi querida, tudo bem?
Vim retribuir a visitinha que você fez lá no Balaio, seu cantinho é uma graça viu. Parabéns!

Vanessa - Balaio

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...