} Crítica Retrô

Tradutor / Translator / Traductor / Übersetzer / Traduttore / Traducteur / 翻訳者 / переводчик

Wednesday, October 13, 2021

40ª Giornate del Cinema Muto - 40th Pordenone Silent Film Festival

 
A melhor semana do ano, na minha humilde opinião, acabou de acabar. Esta semana diz respeito ao Festival de Cinema Mudo de Pordenone, um evento que sempre agrada aos amantes de cinema mudo como esta que vos escreve. Depois de uma edição completamente online em 2020, o festival voltou a ter exibições presenciais de filmes no norte da Itália, mas manteve uma versão online para nós, pobres almas que não pudemos comparecer – eu fui mentora do Collegium este ano porque fui membro do Collegium ano passado, mas não pude ir ao evento presencial porque não tomei as duas doses da vacina. Aqui estão minhas impressões sobre a programação online.

The best week of the year, in my humble opinion, is over. This week comprises the Pordenone Silent Film Festival, an event that never fails to appeal to silent film lovers like this girl writing here. Following an all-online edition in 2020, the festival went back to in-person screenings in the Italian north but kept an online version for us poor souls who couldn’t attend the event – I was a Collegium mentor this year because I was part of the Collegium last year, but couldn’t attend the in-person event as I’m not fully vaccinated. So here you have my impressions of the online progamme.

No ano passado encontrei um tema comum a todos os filmes: contraste. Em contraste, neste ano não encontrei um tema comum, mas dois dos filmes se aproximam na maneira como lidaram com – ou melhor, zombaram da – moralidade. Tanto em “Phil-for-Short” (1919) quanto no filme alemão “Moral” (1928) há defensores da moral querendo censurar os protagonistas: no primeiro filme, o guardião de Damophilia (Evelyn Greeley) quer que ela pare de se vestir como um menino, enquanto no segundo filme a artista Ninon D’Hauteville é vítima de um grupo de censores. Ambos os filmes foram muito bons, e tornados ainda melhores pelo acompanhamento musical.

Last year I found a common theme to all screenings: contrast. In contrast, this year I couldn’t find a common theme to all movies, but a couple of them were similar in the way they talked about – or rather mocked – morality. In both “Phil-for-Short” (1919) and in the German film “Moral” (1928) there are morality defenders wanting to censor the leads: in the earlier movie, Damophilia’s (Evelyn Greeley) guardian wants her to stop dressing as a boy, while in the later movie the artist Ninon D’Hauteville is the victim of a group of censors. Both film were very good, enhanced by great musical accompaniments.

"Phil-for-Short" (1919)

"Moral" (1928)

O filme de abertura da versão online do festival foi “The Joker” (1928), uma produção pan-europeia filmada em diversos países, inclusive na França durante o Carnaval de Nice. Trata-se de uma história de chantagem e enganação. O filme de encerramento foi “Maciste no Inferno” (1926) – certa feita mencionado por Federico Fellini como sendo o filme que o fez querer ser cineasta – uma história colossal sobre amor e poder estrelando Bartolomeo Pagano. “Maciste no Inferno” foi particularmente importante porque sua restauração foi possível com o uso de material oriundo da nossa Cinemateca Brasileira, atualmente fechada e ameaçada.

The opening film of the online version of the festival was “The Joker” (1928), a pan-European production shot in several countries, including in France during the Carnaval in Nice. It’s a story about blackmail and deception. The closing movie was “Maciste in Hell” (1926) – once mentioned by Federico Fellini as the film that made him want to become a filmmaker – a colossal tale of love and power starring Bartolomeo Pagano. “Maciste in Hell” was particularly important because its restoration was made possible with material from our Brazilian Cinematheque, that is currently closed and threatened.

"The Joker" (1928)

"Maciste in Hell" (1926)

Nesta Giornate assisti ao meu primeiro filme mudo australiano: “The Man from Kangaroo” (1920). É um faroeste decente estrelado por Snowy Baker – uma mistura de Tom Mix, Douglas Fairbanks e Johnny Weissmuller. Também assisti ao meu primeiro filme mudo sul-coreano, que não era mudo: “A Public Prosecutor and a Teacher” foi feito em 1948, logo após o final da Segunda Guerra Mundial e da ocupação japonesa, quando o país sofreu uma escassez de recursos para fazer filmes sonoros. Este bom melodrama tinha um Beyoncé byeonsa, ou seja, um narrador que interpretava a ação e a maior parte dos diálogos.

In this Giornate I watched my first Australian silent film: “The Man from Kangaroo” (1920). It’s a decent western starring Snowy Baker – a mix of Tom Mix, Douglas Fairbanks and Johnny Weissmuller. I also watched my first South Korean silent film, which wasn’t silent at all: “A Public Prosecutor and a Teacher” was made in 1948, right after World War II and the Japanese occupation had ended and the country suffered from a shortage of material to make sound films. This nice melodrama had a Beyoncé byeonsa, that is, a narrator that acted out the action and most of the dialog.

"The Man from Kangaroo" (1920)

"A Public Prosecutor and a Teacher" (1948)

Meu filme favorito da Giornate online foi mais uma vez o filme da terça à noite: “Fool’s Paradise” (1921), de Cecil B. DeMille, é tudo que um fã de cinema mudo pode querer. Ele tem literalmente de tudo no enredo: um veterano da Primeira Guerra Mundial ferido, uma cidade na fronteira cheia de poços de petróleo e homens mal-encarados, um cigarro explosivo, um cego, sotaques franceses, amor verdadeiro, um incêndio, uma viagem ao Sião e um sacrifício a crocodilos num templo. Poll Patchouli, interpretada pela grande Dorothy Dalton, rapidamente se tornou uma das minhas personagens mais queridas do cinema mudo.

My favorite film from the online Giornate was once again shown in a Tuesday night: Cecil B. DeMille’s “Fool’s Paradise” (1921) is everything a silent movie fan could ask for. It has literally everything in its plot: a wounded WWI veteran, a small town in the border full of oil wells and greasers, an exploding cigar, a blind man, French accents, true love, a fire, a trip to Siam and a sacrifice to crocodiles in a temple. Poll Patchouli, played by the great Dorothy Dalton, quickly became one of the silent movie characters dearest to my heart.


Esta edição também exibiu curtas-metragens. No segundo dia, cinco deles foram exibidos, quatro italianos e um francês. Eles incluíam um vislumbre dos estúdios Ambrosio em 1913, um alerta sobre ópio, uma animação stop-motion muito criativa e uma criança que vê os sentimentos da mãe em bolhas de sabão. Mais três curtas-metragens foram exibidos no último dia, todos dos estúdios Vitagraph no Brooklyn mas com temas japoneses – e um deles provavelmente tem Florence Turner fazendo yellowface. Nestes curtas da Vitagraph, a presença de uma atriz mirim chamou a minha atenção: a de Adele De Garde. No curta italiano “Le Bolle di Sapone”, a atriz mirim Maria Bay também teve uma boa performance.

This edition also showed short movies. On the second day five of them were shown, four from Italia and one from France. These included a sneak peek at Ambrosio studios in 1913, a cautionary tale about opium, a very creative stop-motion animation and a kid envisioning his mother’s feelings in soap bubbles. Three more shorts were shown in the last day, all from Vitagraph studios in Brooklyn but all with Japanese themes – and one of them that probably has Florence Turner in yellowface. In these Vitagraph shorts, the presence of a child star called my attention: Adele De Garde. In the Italian short “Air Bubbles”, child actress Maria Bay also had a fine performance.

"Ito, the Beggar Boy" (1910)

"Le Bolle di Sapone" (1911)

Nós, que estávamos em casa, tivemos um bom vislumbre de toda a programação do festival presencial. Muitas mulheres ganharam destaque, em frente às câmeras – como Ellen Richter de “Moral” e as “Nasty Women” de tantas comédias – e por trás das câmeras – como as mulheres roteiristas. “An Old Fashioned Boy”, de 1920, estava entre os filmes exibidos na programação dedicada às mulheres roteiristas. É um filme muito divertido que inclusive zombou da necessidade de se fazer quarentena, o que é muito curioso quando levamos em consideração nossos tempos pandêmicos.

We, the people at home, could get a nice glimpse of all the programmes that the in-person festival had. Many women were highlighted, in front of the camera – like Ellen Richter from “Moral” and the “Nasty Women” of so many comedies – and behind the camera – like the female screenwriters. “An Old Fashioned Boy”, from 1920, was among the films in the female screenwriters programme and it was a very funny movie that even mocked the need to quarantine, which is quite curious considering our pandemic times.


Eu gostei demais da Giornate deste ano, mas senti muita falta das nossas sessões do Collegium no Zoom, que foram tão especiais e enriquecedoras ano passado. A cada ano aprendemos algumas coisas na Giornate e uma das coisas que aprendi este ano é que o ato de ir ao cinema, para ser totalmente apreciado, deve ser um evento social.

I enjoyed this year’s Giornate immensely, but I really missed our Collegium Zoom sessions that were so special and enriching last year. Every year we learn some things from the Giornate, and one of the things I learned this year is that cinemagoing, to be fully enjoyed, must be a social event.

Para informações mais detalhadas sobre os filmes da 40ª Giornate del Cinema Muto, leia os posts da minha amiga Danielle.

Tuesday, September 28, 2021

Almas à Venda (1923) / Souls for Sale (1923)

Você é real ou… uma miragem?” 

Nenhum dos dois. Sou um ator de cinema.”

 

Are you real or… a mirage?”

Neither. I’m a movie actor.”

 

Meu tipo favorito de filme são filmes sobre filmes. Meu filme favorito de todos os tempos é “Nasce uma Estrela” (1937), e um dos meus filmes mudos favoritos é “Fazendo Fita” (1928). Antes de ambos terem sido feitos, já havia outros filmes sobre filmes, entre eles “Almas à Venda”, um filme que prova que Hollywood sempre foi ciente de si e do que representa.

My favorite kind of movies are movies about movies. My all-time favorite film is “A Star is Born” (1937), and one of my favorite silent movies is “Show People” (1928). Before these were made, there were already other movies about movies, among them “Souls for Sale”, a film that proves that Hollywood was always self-conscious.

Uma mulher chamada Remember (Eleanor Boardman) foge de seu novo marido, que simplesmente a deixa com medo. Ela anda sem rumo até desmaiar numa locação de filmagem onde, depois de recuperada, ela se torna figurante. Isso é bem irônico porque o pai dela, um pastor, adora pregar sobre como Hollywood é uma terra de pecados e pecadores.

A woman named Remember (Eleanor Boardman) runs away from her new husband, who simply terrifies her. She wanders until she collapses near a movie location, where, when recovered, she becomes a movie extra. This is quite ironic because Remember’s father, a preacher, loves to preach about how Hollywood is a land for sin and sinners.

Depois desta primeira experiência no cinema, Remember, agora chamada de Mem, vai para Hollywood e trabalha novamente como figurante para alguns diretores famosos como Charles Chaplin e Fred Niblo. Para se tornar estrela de cinema, ela ouviu dizer que precisará vencer sua alma - que na verdade é a única coisa que ela tem para vender. Mas, atenção: ela não pode vender sua alma para o diretor de elenco, o diretor ou o produtor - é o público que compra as almas que os artistas põem à venda!

After this first movie experience, Remember, now called Mem, goes to Hollywood and works again as an extra for some famous directors such as Charles Chaplin and Fred Niblo. To become a star there, she heard she must sell her soul - which is actually the only thing she has to sell. But, attention: she can’t sell her soul to the casting director, the director or the producer - it’s the public who buys the souls the artists are selling!

Depois de trabalhar mais, Mem consegue sua grande chance ao substituir a estrela Robina Teele (Mae Busch) num grande filme sobre o circo. Enquanto isso, seus pais descobrem o que ela anda fazendo em Hollywood e nós descobrimos que o marido dela, Owen Scudder (Lew Cody), é um vigarista que se casa com as mulheres para depois matá-las e ficar com o dinheiro delas. Ele vê Mem num filme e decide ir atrás dela, enquanto os pais dela fazem o mesmo. Tudo isso e um triângulo amoroso entre Mem, o ator Tom Holby (Frank Mayo) e o diretor Frank Claymore (Richard Dix) nos levam a um clímax sensacional.

After more work, Mem gets her big break by replacing the star Robina Teele (Mae Busch) in a prestige picture about the circus. Meanwhile, her parents learn what she’s been doing in Hollywood and we learn that her husband, Owen Scudder (Lew Cody), is a crook who marries women just to kill them and keep their money. He sees Mem in a movie and decides to go after her, while her parents do the same. All this and a love triangle between Mem, the actor Tom Holby (Frank Mayo) and the director Frank Claymore (Richard Dix) lead us to a thrilling climax.

Desde o começo, na era dos nickelodeons, os filmes eram criticados por causa de sua moral corrupta e sua má influência. Projetos de censura foram criados já no começo da era muda do cinema - um filme que zomba da censura é o divertido “Prunning the Movies”, de 1915 - e grupos clamavam por “entretenimento puro”. Além disso, “Almas à Venda” mostra que atores e diretores tinham consciência de que escândalos poderiam prejudicar suas carreiras, como diz Frank Claymore:

Since the beginning, starting in the nickelodeon era, movies were target of criticism because of their corrupted morals and their bad influence. Projects of censorship were created right in the beginning of the silent era - one movie that mocks censorship is the very funny “Prunning the Movies”, from 1915 - and groups pushed for “pure entertainment”. Besides that, “Souls for Sale” shows that actors and directors were well aware of the scandals that might hurt their careers, as Frank Claymore says:

Eu disse que os filmes eram cientes de si desde o começo. O já mencionado “Prunning the Movies” foi feito ainda em Nova York, antes de a maioria da indústria do cinema se mudar para Hollywood. Em “Almas à Venda”, um momento de autorreferência que é um bocado amargo acontece quando Tom Holby recebe uma carta de uma fã que está apaixonada por ele e ele simplesmente diz a um assistente para mandar uma resposta e uma foto autografada para ela. Para a fã, seria um sonho receber uma resposta, mas não terá sido o próprio ator que autografou a foto. É, realmente, um mundo de ilusões.

I’ve said that movies were self-conscious since the beginning. The aforementioned “Pruning the Movies” was made still in New York, before the bulk of the movie industry relocated to Hollywood. In “Souls for Sale”, a moment of self-consciousness that is also a bitter look at the Hollywood truth happens when Tom Holby receives a letter from a fan who is in love with him and he simply asks an assistant to send her an answer and an autographed photo. For the fan, it’d be a dream to receive those, but the movie star himself didn’t sign the photo. It is, indeed, a world of illusion.

Eleanor Boardman tem em “Almas à Venda” seu primeiro papel principal, e ela não precisou vender a alma para isso: ela simplesmente ganhou um concurso da Goldwyn Pictures, o “Novos Rostos de 1921”. Ela fez sua estreia em 1922 e “Almas à Venda” foi apenas seu quarto filme. Em 1926 ela se casou com o diretor King Vidor, com quem ela ficaria até 1931. Eleanor aposentou-se das telas em 1935, após fazer 32 filmes.

Eleanor Boardman has in “Souls for Sale” her first leading role, and she didn’t need to sell her soul for that: she simply won a contest Goldwyn Pictures held, the “New Faces of 1921”. She made her debut in 1922 and “Souls for Sale” was only her fourth picture. In 1926 she married director King Vidor, with whom she would remain until 1931. Eleanor retired from the screen in 1935, after appearing in 32 movies.

Este filme tem várias características interessantes. Primeiro, foi escrito e dirigido pela mesma pessoa, o novelista Rupert Hughes, tio de Howard Hughes. O filme tem como designer de cenários Cedric Gibbons, famoso diretor de arte que começou no cinema em 1913 e estava, em “Almas à Venda”, no comecinho de sua carreira na Goldwyn Pictures, uma carreira que continuaria no ano seguinte quando uma fusão fez da Goldwyn parte da MGM. Gibbons trabalharia em mais de mil filmes, recebendo 39 indicações ao Oscar e ganhando 11 estatuetas.

This film has many interesting characteristics. First, it was written and directed by the same person, author Rupert Hughes, who was Howard Hughes’s uncle. It has as its set designer Cedric Gibbons, famous artistic director who started in films in 1913 and was, in “Souls for Sale”, in the very beginning of his career at Goldwyn Pictures, a career that would continue the following year when a merge made Goldwyn part of MGM. Gibbons would go on to work in over a thousand movies, receiving 39 Oscar nominations and winning 11 awards.

Rupert Hughes

Por muitas décadas, “Almas à Venda” foi considerado um filme perdido, até que cópias incompletas surgiram e uma restauração foi feita em 2006. Eu imagino que ainda haja algo perdido, ou a história secundária de Leva Lemaire (Barbara La Marr), uma atriz que perdeu seu amado em um terrível acidente no set, e Komical Kale (Snitz Edwards), um comediante apaixonado por ela e não correspondido, recebe pouca atenção de propósito, o que seria uma pena.

Souls for Sale” was thought to be lost for many decades, until incomplete copies surfaced and a restoration was made in 2006. I imagine there is still some footage missing, or the secondary story of Leva Lemaire (Barbara La Marr), an actress who lost the man she loved in a terrible on-set accident, and Komical Kale (Snitz Edwards), the comedian who is hopelessly in love with her, receives too little screen time on purpose, which would be a shame.

Almas à Venda” é um dos melhores filmes sobre filmes já feitos. Tem emoções, participações especiais, críticas e verdades amargas. Mais do que isso: a trajetória do filme, de perdido a encontrado e restaurado, nos mostra a importância da preservação do cinema e de nunca perder as esperanças de que filmes perdidos reaparecerão em algum lugar.

Souls for Sale” is one of the best movies about movies ever made. It has thrills, cameos, criticism and bitter truths. More than that: the trajectory of the film, from lost to found and restored, shows us the importance of film preservation and of never losing hope that lost films will reappear somewhere.

This is my contribution to the Silent Movie Day blogathon, hosted by Lea and Crystal at Silent-ology and In the Good Old Days of Classic Hollywood.

Saturday, September 25, 2021

O Ídolo Caído (1948) / The Fallen Idol (1948)

 

Quando somos crianças, por vezes vivemos situações que não conseguimos compreender completamente por não termos suficiente maturidade. Mesmo assim, essas situações mudam nossas vidas e nossas mentes. “O Ídolo Caído” é um filme sobre uma criança vivendo uma destas situações. Durante um final de semana, sua percepção sobre o adulto que ele mais admira vai mudar e, quando descer as escadas no final do filme, o garoto não será mais o mesmo.

When we are children, sometimes we live situations that we can't fully understand because we lack maturity. Nevertheless, those situations change our lives and our minds. “The Fallen Idol” is a film about a child going through this kind of situation. Over one weekend, his perception of the adult he admires the most will change and, when he goes down the stairs by the end of the film, the boy will not be the same anymore.

Phillipe (Bobby Henrey) more numa embaixada com seu pai o embaixador, sua mãe – que esteve doente -, o mordomo Baines (Ralph Richardson), a governanta Sra Baines (Sonia Dresdel) e sua cobra de estimação, MacGregor. Phillipe idolatra Baines, e quando seu pai passa um fim de semana fora cuidando da esposa num hospital, o menino se exalta: ele vai passar o fim de semana todo com Baines!

Phillipe (Bobby Henrey) lives in an embassy with his father the ambassador, his mother – who has been ill -, the butler Baines (Ralph Richardson), the governess Mrs Baines (Sonia Dresdel) and his pet snake MacGregor. Phillipe idolizes Baines, and when his father spends a weekend out tending to his mother in a hospital, the boy couldn't be happier: he will spend the whole weekend with Baines!

Baines sai de casa numa tarde e Phillipe o segue. É assim que o garoto encontra Baines com sua amante, Julie (Michèle Morgan). De repente e por acaso, Phillipe se torna cúmplice na traição e logo ele se tornará testemunha de uma morte que pode ou não ter sido um acidente. A situação toda colocará em cheque a lealdade de Phillipe para com Baines.

Baines leaves the house one afternoon and Phillipe follows him. This is how the boy finds Baines with his lover, Julie (Michèle Morgan). Suddenly and by chance, Phillipe becomes an accomplice in the affair and soon he'll become witness of a death that may or may not have been an accident. The whole situation will threaten Phillipe's loyalty to Baines.

O Ídolo Caído” é baseado em um conto do autor Graham Greene, que também escreveu o roteiro, pelo qual ele foi indicado ao Oscar. No ano seguinte Greene iria novamente adaptar uma história sua, “O 3º Homem”, para as telas, de novo sob a direção de Carol Reed. Greene e Reed foram apresentados um ao outro pelo produtor Alexander Korda, que foi quem primeiro se interessou pela história de Greene, “The Basement Room”.

The Fallen Idol” is based on a short story by author Graham Greene, who also wrote the screenplay, for which he was nominated for an Oscar. The following year Greene would also adapt one of his stories, “The Third Man”, for the screen, once again under Carol Reed's direction. Greene and Reed were introducced to each other by producer Alexander Korda, who was the first one to have an interest in Greene's source story, “The Basement Room”.

Alguns ângulos de câmera são ousados e criativos, quase fazendo de “O Ídolo Caído” um exemplo de filme noir. Eu digo “quase” porque o filme tem o visual, mas não os temas, do filme noir: este é um filme sobre uma criança confusa, não sobre femme fatales ou detetives durões. O diretor e produtor Carol Reed tinha experiência no noir – seu filme “Condenado” (1947) é um ótimo e pouco visto noir – e podemos ver seu cuidado com aspectos técnicos, como a iluminação, também aqui. Costuma-se dizer que alguns dos ângulos de câmera estranhos deveriam mostrar como Phillipe vê o mundo adulto, como um quebra-cabeças.

Some camera angles are daring and creative, almost making “The Fallen Idol” an example of film noir. I say “almost” because the movie has the looks, not the themes, of a film noir: this is a film about a confused child, not about femme fatales or hard-boiled detectives. Director and producer Carol Reed was experienced in noir – his “Odd Man Out” (1947) is a great underseen noir – and we can see his care with the technical aspects, such as lightning, here as well. It's said that some of the odd camera angles are supposed to show how Phillipe sees the adult world, as a puzzle.

Costumamos pensar em crianças como criaturas inofensivas e inocentes, e não como pequenos adultos capazes de viver emoções complexas e até mesmo dilemas. O resultado é que muitos filmes usam crianças como acessórios da trama principal dos adultos, e pouquíssimos filmes realmente focam nas ações das crianças. Um destes raros exemplos é “Desejo e Reparação” (2007), filme com uma performance brilhante de Saoirse Ronan, então com 13 anos.

We usually think of kids as innocuous, naïve creatures, not small adults able of living complex emotions and even dilemmas. The result is that many movies use children as accessories to the main plot involving the adults, and very few movies actually focus on a child's actions. One of those rare examples is “Atonement” (2007), a film with a star-making performance by then 13 years old Saoirse Ronan. 

O Ídolo Caído” é outro destes filmes que colocam crianças e suas experiências em destaque. Bobby Henrey, que interpreta Phillipe, nunca tinha atuado antes de fazer este filme e também tinha dificuldade em se concentrar, o que tornou tudo mais difícil no set. Mesmo assim, sua performance foi boa graças à atenção constante do diretor e produtor Carol Reed. Bobby Henrey fez só mais um filme e se tornou capelão em um hospital em Connecticut.

The Fallen Idol” is another of those movies that put children and their experiences in the spotlight. Bobby Henrey, who plays Phillipe, had no acting experience before making the film and also had a very short attention span, which made things difficult on set. Nevertheles, he delivered a good performance because he was always coached by director and producer Carol Reed. Bobby Henrey went on to make only one more film and became a hospital chaplain in Connecticut.

Eu não costumo gostar de filmes “coming of age”, porque eu, como pessoa no espectro autista, tenho dificuldades em me ver nas situações representadas nesses filmes como típicas da infância ou adolescência. “O Ídolo Caído” provavelmente não figura na lista de melhores filmes de “coming of age”, mas deveria estar lá: é um brilhante, tenso e verdadeiro retrato da perda de inocência que todos nós experimentamos de alguma maneira conforme crescemos.

I don't often like coming of age movies, because I, as an autistic person, have a hard time seeing myself in the situations portrayed in these films as part of someone's childhood or teen years. “The Fallen Idol” probably won't make it to the list of best coming of age movies, but it certainly should: it's a brilliant, tense and truthful portrayal of the loss of innocence that we all experience in some way while grouwing up.

This is my contribution to the 8th Annual Rule, Britannia blogathon, hosted by Terence at A Shroud of Thoguhts. 

Saturday, September 18, 2021

O Gorducho (1980) / Fatso (1980)

 

Às vezes, quando você quer ver um projeto sair do papel, você deve se arriscar e sair da sua zona de conforto. Em 1980, Anne Bancroft era uma atriz famosa, com quase 30 anos de carreira nas telas e um Oscar. Mesmo assim, ela precisou se sentar na cadeira do diretor para ver uma história que ela mesma escreveu ganhar vida nas telas. O primeiro e único filme de Anne Bancroft como diretora foi “O Gorducho” (1980).

Sometimes, when you want to see a project coming to life, you need to take risks and get out of your comfort zone. In 1980, Anne Bancroft was an established actress, nearing 30 years on the screen and with an Oscar under her belt. Nevertheless, she needed to sit at the director's chair to see a story she herself wrote come to life on the screen. Anne Bancroft's first and only film as a director was “Fatso” (1980).

Dominick ou Dom (Dom DeLuise) é um homem gordo. Quando seu primo Salvatore morre aos 39 anos por causa de problemas causados pela obesidade, a irmã de Dom, Antoinette (Anne Bancroft) percebe que seu irmão também pode ter a vida encurtada se não perder peso. Ela marca uma consulta para Dom com um médico local, e ao final dos exames Dom recebe uma lista de restrições, o que significa que ele não poderá mais comer tudo o que gosta.

Dominick or Dom (Dom DeLuise) is a fat man. When his cousing Salvatore dies at age 39 because of troubles caused by being overweight, Dom's sister Antoinette (Anne Bancroft) realizes that her brother may also meet his ending too soon if he doesn't lose weight. She sets an appointment for Dom at a local doctor, and by the end of the exams Dom has a list of restrictions, meaning that he can't eat all the good food he enjoys.

Enquanto tenta perder peso Dom conhece e se apaixona por Lydia (Candice Azzara), uma mulher que trabalha perto da loja de cartões comemorativos de Dom. Será o romance que dará motivação para Dom perder peso – na verdade, ele perde peso sem fazer esforço quando está com Lydia! Isso não é besteira: estima-se que beijar por um minuto queima de 2 a 3 calorias, ou seja, você precisa de apenas 3700 minutos – ou 62 horas – de beijos para perder um quilo.

While trying to lose weight, Dom meets and falls in love with Lydia (Candice Azzara), a woman who works near Dom's greeting card shop. The romance will be what makes Dom motivated to lose weight – in fact, he'll lose weight without trying when he is with Lydia! This is not unlikely: it's estimated that one minute of kissing burns 2 to 3 calories, meaning that you would need only 3700 minutes – or 62 hours – of kissing to lose one kilo.

Há muita gritaria na família de Dom – famílias italianas gritando são um estereótipo comum nas novelas brasileiras. A irmã de Dom, Antoinette, é quem grita mais, e deve haver alguma verdade no estereótipo ou Anne Bancroft não interpretaria a personagem assim. A própria Anne tinha ascendência italiana e o sobrenome dos personagens – DiNapoli – é também o sobrenome da mãe de Anne.

There is a lot of yelling in Dom's family – a yelling Italian family is a common stereotype portrayed in Brazilian soap operas. Dom's sister Antoinette particularly yells a lot, and there must be some truth to the stereotype or Anne Bancroft wouldn't make the character this way. Anne herself was of Italian descent and the characters' last name – DiNapoli – is also Anne's mother's last name.

Infelizmente, para uma comédia, “O Gorducho” não é muito engraçada. Algumas piadas e gags visuais não funcionam e umas poucas são simplesmente desrespeitosas. Eu entendo que o filme foi feito há mais de 40 anos, e visto com olhos anacrônicos poderia ser considerado gordofóbico.

Unfortunately, for a comedy, “Fatso” isn't very funny. Many jokes and visual gags fall flat and a few are simply disrespectful. I understand this film was made over 40 years ago, and seen with anachronic eyes it could be considered prejudiced against fat people.

Se precisássemos escolher um filme que perfeitamente sintetiza o “food porn”, “O Gorducho” seria uma boa escolha. A vida de Dom gira ao redor da comida e, quando ele recebe a lista de restrições, é como se os mais deliciosos pratos o seguissem onde quer que ele vá – até mesmo na televisão há comida por toda parte. Uma cena em particular com bolos me deixou com muita fome!

If we needed to choose a movie that perfect epitomizes “food porn”, “Fatso” would be a good choice. Dom's life revolves around food and, as he got his list of restrictions, it was as if the most delicious dishes just started following him wherever he went – even in television there was food everywhere. A particular scene with cakes made me especially hungry!

Anne Bancroft nunca dirigiu outro filme, pois achava que ela não era boa nisso. “O Gorducho” funciona melhor como um filme romântico do que como comédia, e a direção não é espetacular, mas boa o suficiente. Eu realmente gostaria que Anne tivesse dirigido mais. Quanto mais mulheres na direção, melhor.

Anne Bancroft never directed another movie, saying that she wasn't good at it. “Fatso” works better as a romantic movie than as a comedy, and the direction is nothing spectacular, but good enough. I really wish Anne had directed more. The more female directors, the better.

This is my contribution to the Anne Bancroft 90th Birthday Celebration blogathon, hosted by Crystal at In the Good Old Days of Classic Hollywood.

Monday, September 6, 2021

A Primavera de uma Solteirona (1969) / The Prime of Miss Jean Brodie (1969)

 Edimburgo, 1932. Uma mulher sai de sua casa numa bicicleta. A mulher é a senhorita Jean Brodie (Maggie Smith), uma professora de uma escola só para garotas. Ela está em seu melhor momento, ela sabe disso e diz isso, e toda sua dedicação vai para as meninas que ela ensina. Ela se interessa por beleza, arte e verdade. Entre suas alunas, ela tem quatro favoritas que estão sempre com ela: Sandy (Pamela Franklin), Jenny (Diane Grayson), Monica (Shirley Steedman) e a nova aluna Mary McGregor (Jane Carr).

Edinburgh, 1932. A woman leaves her house in a bicycle. The woman is Miss Jean Brodie (Maggie Smith), a teacher at a local all-girls school. She is in her prime, she knows that and she says that, and her dedication is all for the girls she teaches. She is interested in beauty, art and truth. Among her pupils, she has four favorites who are always with her: Sandy (Pamela Franklin), Jenny (Diane Grayson), Monica (Shirley Steedman) and new student Mary McGregor (Jane Carr).

Num diálogo muito bom, Sandy e Jenny discutem sobre a definição de “melhor momento” da senhorita Brodie. Jenny diz que elas deveriam estar vivendo naquele momento os dias mais felizes da vida delas, de acordo com o pai dela. Mas a senhorita Brodie fala de seu momento atual como a plenitude, e Sandy diz que esse momento é tão bom porque a senhorita Brodie não se casou. Seus pais não alcançaram a plenitude, Sandy diz. Jenny acrescenta: “Não, mas eles transam!”

In a very nice dialogue, Sandy and Jenny argue about Miss Brodie’s definition of “prime”. Jenny says that they should be living now the happiest days of their lives, her father told her. But Miss Brodie talks about her current prime as the best days, and Sandy says that her prime is so joyful because Miss Brodie didn’t get married. Their parents don’t have primes, Sandy says. Jenny adds: “No, they have sexual intercourse!”

As meninas duvidam que a senhorita Brodie tenha transado com seu namorado Hugh, que morreu na Primeira Guerra Mundial, mas a verdade é que, agora mesmo em sua plenitude, a senhorita Brodie está cheia de admiradores. Ela teve um caso com o professor de artes, Teddy Lloyd (Robert Stephens, então marido de Maggie Smith), que também está pintando um retrato dela - na verdade, todas as pinturas dele são inspiradas na senhorita Brodie! O professor de música Gordon Lowther (Gordon Jackson, abaixo) também está interessado nela.

The girls doubt that Miss Brodie ever had sexual intercourse with her boyfriend Hugh, who died in World War I, but the truth is that, right now in her prime, Miss Brodie is now short of admirers. She had an affair with the arts teacher, Teddy Lloyd (Robert Stephens, then Maggie Smith’s husband), who is also painting her portrait at his studio - in fact, everybody he paints ends up looking like Miss Brodie! The music teacher Gordon Lowther (Gordon Jackson, below) also pursues her.

A vida amorosa da senhorita Brodie não incomoda a severa diretora da escola, Miss Emmeline Mackay (Celia Johnson), mas seus métodos de ensino pouco ortodoxos e sua dedicação às quatro alunas favoritas - um grupo chamado de As Meninas Brodie - não agradam à diretora. Conforme o tempo passa, os problemas com a diretora crescem, e as Meninas Brodie começam a explorar as oportunidades da vida sozinhas.

Miss Brodie’s love life doesn’t bother the strict school headmistress Miss Emmeline Mackay (Celia Johnson), but her unique teaching methods and her dedication to her four favorite pupils - a group called The Brodie Girls - upset the headmistress. As time passes, the troubles with the headmistress grow, and the Brodie Girls start to explore life on their own.

A senhorita Brodie é diferente do resto dos professores da escola, e isso pode ser percebido pelas roupas que usa. Enquanto todos os outros usam preto e cinza, ela usa vestidos listrados ou echarpes coloridas. Seu melhor momento acontece quando ela entra em confronto com a diretora, interpretada por Célia Johnson - que talvez você conheça de “Desencanto” (1945), de David Lean - em seu último trabalho no cinema.

Miss Brodie is different from the rest of the staff at the school, and this can be seen in her clothes. While all others wear black and gray, she wears dresses with stripes or colorful scarves. Her best moment happens when she clashes with the headmistress, played by Celia Johnson - who you may know from David Lean’s “Brief Encounter” (1945) - in her final film role.

É interessante parar e pensar sobre o conceito de “melhor momento” ou “plenitude” para uma mulher. Primeiro, não existe conceito semelhante para os homens, ou ao menos o melhor momento para os homens dura muito mais do que para as mulheres. Tomemos por exemplo um filme que reuniu duas grandes estrelas de Hollywood em seus melhores momentos, “Amor na Tarde” (1957): quando o filme foi feito, Audrey Hepburn tinha 28 anos e Gary Cooper tinha 56 - o dobro da idade dela!

It’s an interesting thing to stop and think about the concept of “prime” for a woman. First, there is no such concept for men, or at best men’s prime lasts much longer than it does for women. Take for instance a film that united two Hollywood superstars in their primes, “Love in the Afternoon” (1957): when the movie was made, Audrey Hepburn was 28 and her co-star Gary Cooper was 56 - twice her age!

Maggie Smith tinha 35 quando “A Primavera de uma Solteirona” foi lançado. Na época, muitas pessoas a considerariam realmente uma “solteirona”. Ela já era balzaquiana, - termo usado para se referir a uma mulher com 30 anos de idade, por causa de um livro de Honoré de Balzac, “A Mulher de Trinta Anos” - uma mulher independente, charmosa, confiante e bem-resolvida. Por sua performance Maggi Smith ganhou o Oscar de Melhor Atriz, derrotando Liza Minnelli, Jane Fonda, Jean Simmons e Geneviève Bujold.

Maggie Smith was 35 when “The Prime of Miss Jean Brodie” was released. At the time, many people would consider her an “old spinster”. She is already a “balzaquiana”, - term used to refer to a woman in her thirties, because of a novel by Honoré de Balzac, “La Femme de Trente Ans” - an independent, charming, confident, resolute woman. For her performance Maggie Smith won the Best Actress Oscar, beating Liza Minnelli, Jane Fonda, Jean Simmons and Geneviève Bujold.

Já que estamos falando sobre idade, devemos mencionar que a maioria das garotas era velha demais para seus papéis. As personagens deveriam ter 12 anos de idade, ou seja, ser pré-adolescentes impressionáveis, mas a maioria delas tinha cerca de 20 anos e pelo menos uma delas já era mãe. Pamela Franklin, que interpreta Sandy com maestria, tinha18 anos durante as filmagens. De acordo com o IMDb, as carteiras usadas nas cenas tinham de ser mais altas que carteiras escolares normais, para que as meninas parecessem menores.

Since we’re talking about age, we must mention that most girls were too old for the parts they were playing. They were supposed to be 12-year-olds, that is, impressionable pre-teens, but most of them were about 20 and at least one of them was already a mother. Pamela Franklin, who plays Sandy brilliantly, was 18 when the film was shot. According to IMDb, the desks used as props on set had to be raised taller than normal school desks, in order to make the girls look smaller.

O título original do filme é “A Plenitude da Senhorita Jean Brodie”. No Brasil o título é “A Primavera de uma Solteirona”. “Primavera” aqui é usado para descrever a época do florescer da vida, mas o termo “solteirona” faz o título soar pejorativo. Em Portugal, o título é “Quando a Primavera Acaba”, enquanto na França, Espanha e Alemanha o título é “Os Melhores Anos da Senhorita Jean Brodie”.

In Brazil the film is titled “The Spring of a Spinster”. “Spring” here is used to describe the time life blooms, but the term “spinster” - “solteirona” no original - is pejorative. In Portugal, the title is “When Spring Ends”, while in France, Spain and Germany the title was “The Best Years of Miss Jean Brodie”. 

A senhorita Jean Brodie é uma personagem extremamente complexa. À primeira vista inspiradora, seu maior defeito é ser fascista. Grande apoiadora de Mussolini e Franco, ela doutrina suas meninas - chegando ao ponto de uma delas ir lutar na Espanha com o exército de Franco - e simplesmente não é possível tolerar este tipo de comportamento. Conforme o filme avança, a plenitude da senhorita Brodie passa e ela se torna cada vez mais patética, o que é um excelente, embora pouco usual, desenvolvimento para um personagem. E é isto que torna o filme extraordinário.

Miss Jean Brodie is an extremely complex character. At first inspirational, her biggest flaw is being a fascist. A huge fan of Mussolini and Franco, she indoctrinates her girls - to the point of one of them going to fight in Spain with Franco’s army - and we simply can’t tolerate this kind of behavior. As the film progresses, Miss Brodie’s prime passes and she becomes more and more pathetic, which is a great, yet unusual, character development. And it’s this character development that makes this film extraordinary.

This is my contribution to the No True Scotsman blogathon, hosted by Gill at Realweegiemidget Reviews. 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

.

https://compre.vc/v2/335dc4a0346