Tradutor / Translator / Traductor / Übersetzer / Traduttore / Traducteur / 翻訳者 / переводчик

terça-feira, 13 de novembro de 2012

A Bela, a Fera e o silêncio

Tendo a honra de ser a única animação a ser indicada ao Oscar de Melhor Filme, “A Bela e a Fera” tornou-se uma obra-prima dentro do universo criado pelos Estúdios Disney desde o dia em que estreou, há exatos 21 anos. A história surgiu 250 anos antes, em 1740, saindo da imaginação de Gabrielle-Suzanne Barbot, também conhecida por Madame Villeneuve. Assim como a maioria dos contos de fada, “A Bela e a Fera” teve várias versões, inclusive uma escrita por um mestre do gênero, o também francês Charles Perrault.
A primeira versão para o cinema veio só em 1946, pelas mãos do francês Jean Cocteau. Uma série com ares modernos surgiu na televisão em 1987, com a Bela interpretada por Linda Hamilton e transformada em advogada, e a Fera vivendo no esgoto e ganhando vida através do ator Ron Perlman. A versão da Disney, que vinha sendo planejada já há algum tempo, faturou dois Oscars em 1992, de Trilha Sonora e Melhor Canção Original. Ela também deu origem a alguns especiais para a TV no final da década de 1990, focando mais em Bela. Em 2012 uma nova série baseada no conto estreou e muitas outras produções, não apenas no cinema, já usaram como base esse conto de fadas.
Considerando que, por exemplo, Cinderela já havia sido adaptada para o cinema em 1914 com Mary Pickford e antes ainda em 1899 pelas mãos de Georges Méliès, “A Bela e A Fera foi um conto que demorou muito a chegar às telas. Ele bem que poderia ter sido adaptado muito antes e com certeza uma versão muda da história teria sido sensacional. Mas quem interpretaria as personagens?
A Bela: Como eu não conseguia me decidir, pedi ajuda aos leitores do blog que, por 14 votos a seis, escalaram Lillian Gish (1893-1993) para ser a Bela, uma amante de livros muito corajosa. Com sua beleza e fragilidade, Lillian era capaz de esconder a coragem que havia dentro dela, mas estava sempre pronta para usá-la para o bem de suas personagens.
A Fera: Quem além de Lon Chaney (1883-1930) poderia ser a Fera? Só o Homem de Mil Faces seria capaz de se transformar em uma criatura peluda e assustadora. Considerando que a Fera tem uma triste marca no passado que a deixou com a aparência de monstro, Lon destaca-se ainda mais como o cara certo para o papel.
Gaston: O sofisticado rapaz apaixonado por bela deveria ser um galã e John Gilbert (1897-1936) mostra-se perfeito para o papel, considerando que ele até se apaixonou por Lillian Gish na vida real, sem ser correspondido. Não sei se Gilbert seria um bom vilão, mas um embate entre ele e Chaney seria épico!
Maurice (o pai da Bela): Depois de mutia reflexão, escolhi Spottiswoode Aitken (1886-1933) para ser o pai de Bela, e não apenas porque ele tem um nome interessante. Um de seus trabalhos mais famosos é como o rei da Babilônia em “Intolerância” (1916), filme que também tinha Lillian Gish no elenco.  
Os objetos do castelo da Fera: Mesmo nos primórdios do cinema mudo, lá pela década de 1900, os cineastas já eram capazes de animar objetos através de efeitos especiais. Animar adoráveis xícaras, bules, relógios e armários não seria difícil, mas aqui eles certamente não seriam objetos cantantes. Nem falantes.
Os cenários dos filmes mudos nunca deixam a desejar e com certeza o castelo da Fera seria uma visão sensacional! Com a trilha sonora certa, seria um espetáculo dos primórdios do cinema! E vocês, que filme gostariam de ver transformado em película muda?

14 comentários:

Cris •♥• disse...

Super acho muito lindo a historia e ate as nova versão e concordo de ser indicado ao Oscar um mega filme q vai ficar para as novas gerações
otimo de sua parte publicar algo tão legal e interessante parabéns
beijos

Regi disse...

Poxa Lê! Agora quero assistir essa versão de "A Bela e a Fera"! Apesar de ter votado em Mary Pickford, concordo que com Lillian Gish seria maravilhoso, sua delicadeza caberia totalmente no papel da Bela.

Rubi disse...

Um dos maiores clássicos da Disney, não? E achei interessante essa sua versão com Lon Chaney e John Gilbert no elenco. Eu, de fato não sei qual filme eu gostaria de transformar, em todo caso, pensarei nisso!

Beijos!

Suzane Weck disse...

Ola queridissima amiga,que bom lembrar esta obra prima de Disney.Excelente teu texto pois elucida muito á quem como eu não sabia muito á respeito sobre os antecedentes do filme.Adorei ler e tomar conhecimento de tuas informações.Beijus...SU

Suzane Weck disse...

Ola queridissima amiga,que bom lembrar esta obra prima de Disney.Excelente teu texto pois elucida muito á quem como eu não sabia muito á respeito sobre os antecedentes do filme.Adorei ler e tomar conhecimento de tuas informações.Beijus...SU

Iza disse...

É um dos meus contos prediletos. Lembro-me de assistir deitada no sofá quando era criança. Acho que Lilian seria perfeita para o papel de Bella. Ela era linda, delicada, corajosa e boa atriz. Amei seu post!!!
Beijos <3

P.S: Não sabia que era um conto tão antigo assim.

Iza disse...

Tenha um ótimo final de semana <3

Julia Mallet disse...

Ameeeeeeeeii teu blog, parabéns *-*
Seguindo, segue?
www.garotasmalvadask.blogspot.com
Beijinhos ;*

Julia Mallet disse...

Ameeeeeeeeii teu blog, parabéns *-*
Seguindo, segue?
www.garotasmalvadask.blogspot.com
Beijinhos ;*

Lohana M. M. disse...

Gostei muito do seu blog, e amo muito A Bela e a Fera e consequentemente amei o post!

xoxo

Lohana, 500wfe.blogspot.com

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Lillian Gish daria uma bela perfeita, assim como Janet Gaynor. A fera fico com John Barrymore.

O Falcão Maltês

Suzana disse...

Que legal ... Me deu vontade de assistir o filme da disney ... que saudade!!

Gilberto Carlos disse...

Adoro esse clássico dos estúdios Disney. Vi até a continuação feita para o mercado de vídeo: O natal encantado de A bela e a fera. Claro que não chega nem aos pés do original... Abraços.

silentbeauties disse...

Adorei a escalação estelar do elenco. Seria muito legal vê-los todos juntos encenando A Bela e a Fera.
Sobre a June Caprice, aparentemente estamos lendo os mesmos sites e principalmente os mesmos tumblrs. Rs! Andei pesquisando sobre ela recentemente e não consegui achar nenhum filme. As fotos que colocaram on line são realmente bem raras. E infelizmente eu também não consegui achar nenhum filme dela.
Seu blog está excelente, como sempre. Adoro o fato de você compartilhar o que sabe sobre o cinema clássico e tudo que vc escreve é sempre informativo e pertinente.
Beijos! Continue postando. Vc é um crânio, menina prodígio.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...