Tradutor / Translator / Traductor / Übersetzer / Traduttore / Traducteur / 翻訳者 / переводчик

domingo, 14 de outubro de 2018

O legado de “Um Estranho Casal” / The lasting legacy of “The Odd Couple”


“Você é um Felix ou um Oscar?” Para algumas pessoas, esta questão não tem significado. Mas, para milhões de pessoas que conhecem a obra de Neil Simon, ela significa muito. Responder se você é Oscar ou Felix é como responder se sua personalidade é Tipo A ou Tipo B – diz tudo sobre você. Sim, é uma maneira reducionista de classificar as pessoas – em apenas dois grupos – mas se havia alguém capaz de criar personagens que representam todo tipo de gente, este alguém era Neil Simon.

Are you a Felix or an Oscar?” For some people, this question means nothing. But, for millions of people familiar with Neil Simon's work, it means everything. Answering if you are Oscar or Felix is like answering if you have Type A or Type B personality – it says all that is needed to know about you. Yes, it is a reductive way to classify people - in only two groups - but if there was someone who could create characters to represent all kinds of people, it was Neil Simon.
 
The Odd Couple by Al Hirschfeld
A peça “Um Estranho Casal” estreou em 1965. A inspiração para a peça é controversa. O jornal The Washington Post cita o divórcio do roteirista de TV Adam Bernstein, enquanto Mel Brooks alega que foi o seu primeiro divórcio que inspirou Neil Simon a escrever a peça. De qualquer maneira, aqui está a primeira informação importante sobre a peça: ela trata da vida após o divórcio – uma prática que só se tornou socialmente aceitável poucas décadas atrás.

The play “The Odd Couple” premiered in 1965. The inspiration for the play is controversial, however. The Washington Post cites the divorce of TV writer Adam Bernstein, while Mel Brooks alleges that it was his first divorce that inspired Neil Simon to write the play. Anyway, here it is the first important thing about the play: it was about life after divorce – a practice that only became socially accepted a few decades ago.
 
Neil Simon
A história é incrivelmente simples: Felix Ungar, um jornalista, tem de sair de casa durante o processo de divórcio e sua única opção é ficar no apartamento do amigo Oscar Madison, um jornalista esportivo divorciado. O problema é que Felix e Oscar são completamente diferentes. Para Felix, o copo sempre está meio vazio, e há sempre algo que precisa ser limpo. Para Oscar, o copo está meio cheio, e não há problema em viver em meio a um pouco de caos.

The plot is incredibly simple: Felix Ungar, a newswriter, gets thrown out of his house by his wife and his only option is to go live with his friend Oscar Madison, a divorced sportswriter. The problem is that Felix and Oscar have completely different approaches to life. For Felix, the glass is always half empty, and there is also something to be cleaned. For Oscar, the glass is half full and there is no problem about living among some chaos.
 
Art Carney and Walter Matthau on Broadway
A peça ganhou quatro prêmios Tony, e os direitos de adaptação foram comprados pela Paramount. Neil Simon escreveu o roteiro, Walter Matthau voltou a interpretar Oscar após ganhar um Tony por sua performance, e Jack Lemmon veio interpretar Felix – que era feito por Art Carney no teatro. O filme foi dirigido por Gene Sacks, enquanto a peça foi dirigida por Mike Nichols.

The play won four Tonys, and its adaptation rights were bought by Paramount. Simon adapted the play into an screenplay, Walter Matthau reprised his Tony-winning role as Oscar and Jack Lemmon was brought to play Felix – it was Art Carney who originally played the character on the stage. The film was directed by Gene Sacks – while the play was directed by Mike Nichols.


A adição de Jack Lemmon foi maravilhosa. Felix é meu personagem favorito em “Um Estranho Casal”, e ele é a estrela das cenas que se passam fora do apartamento – cenas estas que foram escritas exclusivamente para o filme. Felix é neurótico e maluco por limpeza, e seu comportamento enlouquece Oscar. Seja durante um jogo de pôquer entre amigos ou durante um encontro com as irmãs Pigeon, Felix mostra que não se esqueceu da esposa, e que sua obsessão com limpeza pode ser uma tentativa de colocar as coisas em ordem em sua vida novamente.

The addition of Jack Lemmon was a marvelous one. Felix is my favorite of “The Odd Couple”, and he is the star of the scenes outside the apartment – scenes that were written exclusively for the film. Felix  is neurotic and crazy about tidiness, and his behavior drives Oscar insane. May it be during poker nights with their mutual friends or during a double date with the peculiar Pigeon sisters, Felix shows that he hasn't forgotten his wife, and his cleaning obsession may be a way of trying to put things back together in his life.


A próxima parada de “Um Estranho Casal” era a televisão, com Tony Randall como Felix e Jack Klugman como Oscar. Esta versão durou cinco temporadas, e só na última Neil Simon expressou aprovação frente a adaptação. Em 1982, a sitcom foi refeita, com Ron Glass como Felix e Demond Wilson como Oscar. E, finalmente, em 2015, houve uma nova versão para a TV, com Thomas Lennon como Felix e Matthew Perry como Oscar.

“The Odd Couple” was headed next for television, with Tony Randall as Felix and Jack Klugman as Oscar. This iteration lasted five seasons, and only by the last one Neil Simon expressed approval of the adaptation. In 1982, the sitcom was remade, with Ron Glass as Felix and Demond Wilson as Oscar. And, finally, in 2015 there was a new TV version, with Thomas Lennon as Felix and Matthew Perry as Oscar.
 
1970s
1980s
2010s
Quando a sitcom de 1975 acabou, a coisa mais psicodélica e típica dos anos 70 aconteceu: uma adaptação animada de “Um Estranho Casal”. Em “The Oddball Couple”, o arrumadinho Spiffy, um gato, e o bagunceiro Fleabag, um cão, dividem a casa, o carro e o escritório – eles dividem tudo tão perfeitamente que estas coisas todas são metade arrumadas e metade bagunçadas. Obviamente, eles não eram divorciados, apenas colegas de quarto. A série teve 16 episódios de meia hora cada.

As the 1975 sitcom ended, the most psychedelic and 1970s thing possible happened: a CARTOON adaptation of “The Odd Couple”. In “The Oddball Couple”, the orderly Spiffy, a cat, and the messy Fleabag, a dog, share a house, a car and an office – they share those things so perfectly that exactly half of each of these is neat, and half is messy. Of course, they were not divorced, only roommates. The cartoon had 16 half-hour episodes.


Neil Simon também fez algo para as garotas. Em 1985, ele escreveu “The Female Odd Couple”, que tinha basicamente a mesma história, mas com a ordeira Florence Ungar e a desleixada Olive Madison. Na Broadway, Florence foi interpretada por Sally Struthers e Olive por Rita Moreno. As irmãs Pigeon foram substituídas pelos irmãos Costazuela, e um deles foi interpretado por Tony Shalhoub, em sua estreia na Broadway. A peça encerrou após 295 performances e foi remontada algumas vezes.

Neil Simon also had something for the girls in store. In 1985, he wrote “The Female Odd Couple”, which had basically the same plot, but now starring tidy Florence Ungar and sloppy Olive Madison. On Broadway, Florence was played by Sally Struthers and Olive by Rita Moreno. The Pigeon sisters were  replaced by the Costazuela brothers, and one of them was played by Tony Shalhoub in his Broadway debut. The play closed after 295 performances and was revived a few times.


Não há dúvida de que a versão com Lemmon e Matthau é a definitiva, e a mais amada pelos fãs. É por isso que foi feita uma sequência, trinta anos após a estreia do filme original, e o roteiro foi escrito pelo próprio Neil Simon – diz-se que o autor trabalhou neste roteiro por dez anos.

There is no doubt that the Lemmon / Matthau version is the definitive one, and the most cherished by the fans of the story. That's why they even made a sequel, thirty years after the original premiered, and the screenplay was written by Neil Simon himself – who is said to have worked ten years on this sequel idea.


Duas queridas do público são as irmãs Pigeon. No filme de 1968 elas são interpretadas por Monica Evans (Cecily) e Carole Shelley (Gwendolyn), ambas vindas da montagem original da Broadway. Elas voltaram a trabalhar juntas na sitcom de “Um Estranho Casal” em 1970 e depois dublaram ambas personagens animadas em “Aristogatas” (1970) – as irmãs gansas Abigail e Amelia – e em “Robin Hood” (1973) – com Monica fazendo Maid Marian e Carole Lady Cluck.

Two favorites of the public are the Pigeon sisters. In the 1968 movie they are played by Monica Evans (Cecily) and Carole Shelley (Gwendolyn), both coming from the original Broadway production. They worked together again in the sitcom “The Odd  Couple” in 1970 and then voicing animated characters in “The Aristocats” (1970) – the geese sisters Abigail and Amelia – and in “Robin Hood” (1973) – with Monica Evans voicing Maid Marian and Carole Shelley voicing Lady Cluck.


É interessante notar que Neil Simon escolheu chamar os amigos que vivem juntos de “casal”. Assim como um casal, eles dividem o mesmo teto. E, como um casal, Felix e Oscar discutem, brigam, discordam, mas também aprendem um com o outro, e mudam um ao outro. É por isso que a história ainda nos toca: todos nós temos um pouco de Felix e de Oscar dentro de nós.

It's interesting to notice how Neil Simon chose to call the two friends who live together a “couple”. Like a couple, they do live under the same roof. And, like a couple, Felix and Oscar argue, fight, disagree, but they also learn with each other, and change each other. That's why we the story still resonates with us: we all have a little of both Felix and Oscar in us.

This is my contribution to the Neil Simon blogathon, hosted by Paddy and Rick at Caftan Woman and Wide Screen World.


sábado, 6 de outubro de 2018

Coração Prisioneiro (1949) / Caught (1949)


Há muitas alegrias na vida de um cinéfilo. Uma delas é descobrir grandes atores, como James Mason, e atrizes subestimadas, como Barbara Bel Geddes. Outro prazer é rever bons filmes. Algumas vezes, nós – e isso acontece muito comigo – investimos tanto tempo em ver MAIS filmes que não gastamos tempo suficiente para apreciar bons filmes, e acabamos nos esquecendo deles com o tempo. Isso aconteceu recentemente com “Coração Prisioneiro”: eu já o havia visto com a turma da hashtag #BNoirDetour, mas me lembrava muito pouco dele.

There are many joys in loving movies. One of them is discovering great actors, like James Mason, and underrated actresses, like Barbara Bel Geddes. Another pleasure is rewatching good movies. Sometimes we – and I'm guilty of this – are so invested in watching MORE movies that we don't appreciate a good movie enough, and end up forgetting it completely with time. It happened recently with “Caught”: I had watched it with the #BNoirDetour gang, but remembered very little about it.


Você estudou na Escola de Charme de Dorothy Dale? Eu também não – e deve ser por isso que eu sou solteira e trabalho como freelancer. Porque nossa heroína, Leonora (Barbara Bel Geddes) estudou lá, e a escola a recomendou para um trabalho como modelo – quer dizer, como manequim de carne que deve usar um casaco de vison para que mulheres de nariz empinado e homens repulsivos possam apreciar o produto.

Have you attended Dorothy Dale's School of Charm? Neither have I – and that's must be the reason why I'm single and have an odd job. Because our girl, Leonora (Barbara Bel Geddes) has been there, and at the school she was recommended for a job as a model – which is basically serve as a flesh mannequin wearing a mink coat for stuck-up rich ladies and creepy men to look at.


Leonora é convidada para uma festa em um iate pelo repulsivo Franzi Kartos (Curt Bois), e pensa em não aceitar o convite. Sua colega de quarto a chama de antiquada e Leonora decide ir. Quando ela chega ao porto, o iate já zarpou, mas alguém está voltando em um barquinho: é o chefe de Kartos e dono do iate, o milionário Smith Ohlrig (Robert Ryan). Ele dá uma carona para Leonora, e ela não aceita entrar na mansão dele para ficar... mais confortável. Então, ao discutir o episódio com seu psiquiatra, Ohlrig impulsivamente decide se casar com Leonora para provar que o médico está errado. Será que esse casamento pode dar certo?

Leonora is invited to a yacht party by the creepy Franzi Kartos (Curt Bois) and is reticent to accept the invitation. Her roommate calls her old-fashioned and Leonora decides to go. When she reaches the harbor, the yacht has already sailed, but someone is coming back in a boat: it's Kartos's boss and the owner of the yacht, millionaire Smith Ohlrig (Robert Ryan). He gives her a car ride and she doesn't accept to enter his house to do... something else. Then, when discussing the episode with his psychiatrist, Ohlrig impulsively decides to marry Leonora to prove the doctor wrong. Can this marriage ever go right?


O romance é visto como um moderno conto da Cinderela pela imprensa – aliás, os colunistas sociais têm uma prosa incrivelmente machista. Leonora agora vive em uma linda casa, mas está infeliz. Ela e Ohlrig não passam tempo juntos, e ela precisa tomar remédios para dormir. Ela não pode visitar sua família e amigos, e o repulsivo Kartos é sua única companhia – e ele a chama de “mesquinha” por ela querer que o marido lhe dê atenção!

The love story is seen as a modern Cinderella story by the press – by the way, the social columnists are incredibly sexist in their prose. Leonora now lives in a beautiful house, wears only the best clothes and is covered by jewels, but she is unhappy. She and Ohlrigh don't spend time together, and she has to take sleeping pills. She hasn't seen her family or friends, and creepy Kartos is her only constant companion – and he calls her “greedy” because she wants her husband to pay attention to her!


Smith Ohlrig é um complete idiota – e o personagem foi baseado em Howard Hughes! Ohlrig insulta a esposa na frente dos amigos dele, e acredita que ela só está com ele por causa do dinheiro. Ele também tem pequenos ataques cardíacos sempre que não consegue o que deseja – o cúmulo de ser mimado. E obviamente ele tem um destes quando Leonora anuncia que vai arrumar um emprego que dê sentido à vida dela. E ela encontra mais do que sentido como secretária do pediatra Dr. Larry Quinada (James Mason).

Smith Ohlrig is just an idiot – and the character was based on Howard Hughes! Ohlrig insults his wife in front of his friends and thinks she is with him because of the money. He also has small heart attacks whenever he can't get what he wants – the climax of being spoiled. And of course he has one when Leonora announces that she will look for a job to give meaning to her life. And she finds more than meaning as the secretary to the pediatrician Dr Larry Quinada (James Mason).


O consultório é improvisado. A sala de espera tem todo tipo de cadeiras e sofás, para clientes muito simples. O consultório particular de Quinada também abriga uma pequena cozinha. Nos primeiros dias, Quinada dá bronca em Leonora, mas ela se esforça, melhora suas habilidades e até começa a auxiliar o médico em visitas aos pacientes. Em pouco tempo eles estão se encontrando fora do expediente, e Leonora está se divertindo como nunca – mas ela ainda é casada com Ohlrig, e esconde esta informação de Quinada.

The office is largely improvised. The waiting room has all kinds of chairs and sofas, for very simple clients. Quinada's actual office also has a small kitchen. In the first few days, Quinada is severe with Leonora, but she works hard, improves her skills and even starts helping the doctor when he visits his patients. Soon they are going on dates, and Leonora is having the time of her life – but she is still married to Ohlrig, and has hidden this info from Quinada.


Hoje falamos muito sobre relacionamentos abusivos, e vários filmes, séries e novelas tratam do tema. “Coração Prisioneiro” é também um filme sobre relacionamento abusivo. A maneira como Ohlrig trata Leonora é péssima, e depois que ele a maltrata, vem pedir desculpas, prometendo que aquilo nunca mais se repetirá... e quando ela o perdoa, ele a maltrata novamente. Um relacionamento abusivo existe neste ciclo.

Today we talk a lot about abusive relationships, and many movies, series and soap operas deal with the theme. “Caught” is also a film about an abusive relationship. The way Ohlrig treats Leonora is awful, and after he does that he asks for forgiveness, promises he will change... and when she forgives him, he does the same thing again. An abusive relationship exists in this cycle.


Barbara Bel Geddes era uma ótima atriz, mas tinha um grande defeito jogando contra ela no sistema de estúdio, que era tão obcecado pela imagem: ela não era uma beldade maravilhosa (ela me lembra da atriz moderna Jenna Boyd) – e não podia se tornar uma com maquiagem ou cirurgia plástica. Para Hollywood, ela tinha um rosto muito simples, comum, ordinário. Até em seu mais conhecido papel, o de Midge em “Um Corpo que Cai” (1958), sua característica principal é ser frígida e pouco desejável, e ela não tem tempo para mostrar seu talento.

Barbara Bel Geddes was a very good actress, but she had one big thing against her in the studio system, so crazy about the value of an image: she wasn't breathtakingly gorgeous (she reminds me of modern-day actress Jenna Boyd) – and she couldn't be made so by make-up or surgery. For Hollywood, she was plain-looking. Even in her best remembered role, as Midge in “Vertigo” (1958), her main characteristic is to be frigid and undesirable, and she has not enough time to show her skills.


“Coração Prisioneiro” foi o primeiro filme que James Mason fez em Hollywood. Ele seria originalmente o vilão, mas insistiu para trocar de papel com Robert Ryan, com medo de ficar estereotipado – ele havia interpretado muitos vilões na Inglaterra, como no excelente “O sétimo Véu” (1945). No fim das contas, o Dr. Larry Quinada se assemelha muito ao Norman Maine de “Nasce uma Estrela” (1954): aparentemente duro com a mocinha, mas fazendo isso para o bem dela, e também muito apaixonado.

“Caught” was the first film James Mason made in Hollywood. He was originally cast as the villain, but insisted on changing roles with Robert Ryan because he was afraid of being typecast – he had played many villains in England, like in the superb “Seventh Veil” (1945). In the end, Dr Larry Quinada is a lot like his Norman Maine from “A Star is Born” (1954): seemingly tough towards the lady, but doing this for her own good, and very much in love with her.


O diretor Max Ophüls, saindo do belo e triste “Carta de uma Desconhecida” (1948), faz outro trabalho brilhante e imprime toques de noir a “Coração Prisioneiro”. Apesar de menos conhecido na filmografia de todos os envolvidos – elenco e equipe – o filme é uma preciosidade que eu fiquei feliz de rever – e eu também fiquei feliz por nunca ter estudado na Escola de Charme de Dorothy Dale.

Director Max Ophüls, coming from the beautiful and heartbreaking “Letter from an Unknown Woman” (1948), does another great job and adds noirish touches to “Caught”. Although a lesser known film in the career of all the involved cast and crew, it’s a little gem that I was glad I revisited – oh, and I’m also glad I have never attended Dorothy Dale’s School of Charm.

This is my contribution to the James Mason blogathon, hosted by Maddy from Maddy Loves her Classic Movies.


domingo, 30 de setembro de 2018

Longe dos Olhos (1945) / Vacation from Marriage (1945) / Perfect Strangers (1945)

Eu venho pesquisando sobre filmes de guerra. Eu descobri, com esta pesquisa, que filmes sobre a Segunda Guerra Mundial usam comumente a narrativa do bem contra o mal. Comumente, mas nem sempre. Às vezes, eu encontro um filme que trata a guerra sob uma óptica diferente – e isso acontece aqui, no filme inglês “Longe dos Olhos”.

I've been researching war films. I have discovered, with this research, that films about World War II are usually use the good versus evil narrative. Usually, not always. Sometimes, I find a film that talks about the war in a different light – it happens here, with the English film “Perfect Strangers”.




Quarta-feira, 4 de abril de 1940. Um dia sombrio em Londres. O  dia em que a aventura do casal Wilson começou, como diz o narrador – voz de Peter Lawford. Cathy Wilson (Deborah Kerr) está resfriada. Seu marido, Robert (Robert Donat) precisa enfrentar seu chefe e pedir o pagamento de oito semanas atrasadas antes de deixar o emprego para se juntar à Marinha, o que Robert fará naquela noite. Obviamente, Robert falha na missão, mesmo depois de ensaiar muito.

Wednesday, April 4th, 1940. A gloomy day in London. The day when the Wilsons adventure started, as the narrator says – it's Peter Lawford's voice. Cathy Wilson (Deborah Kerr) has a cold. Her husband, Robert Wilson (Robert Donat) needs to confront his boss and ask for the payment for eight weeks – value that his boss owes him – before Robert leaves for the Navy that night. Of course, Robert fails his mission, even after rehearsing a lot.




Enquanto Robert está na Marinha, Cathy se junta às Wrens, uma parte da Mrinha exclusiva para mulheres. Lá ela conhece a espevitada Dizzy Clayton (Glynis Johns). Logo, Cathhy está imitando o jeito de Dizzy, imitando o jeito dela de usar batom, colocar acessórios e cortar o cabelo. Ela não tem mais Robert para impedi-la de usar ou fazer algo de que ele não gosta. E Robert, pouco a pouco, se esquece do rosto de sua esposa.

While Richard is at the Navy, Cathy joins the Wrens, another branch of the Navy, but only for women. There she meets the no-nonsense Dizzy Clayton (Glynis Johns). Soon, Cathy is mimicking Dizzy's habits, like using lipstick, fashion choices and haircut. She doesn't have Robert there to tell her what he doesn't like her to do or wear. And Robert, little by little, forgets his wife's face.




Robert vai parar no hospital por causa de lesão por congelamento nos dedos, e lá ele se interessa pela enfermeira viúva Elena (Ann Todd). Cathy, por sua vez, sai com um engenheiro da Marinha, Richard (Roland Culver), que está apaixonado por ela. Entretanto, nada realmente acontece com eles.

Robert goes to the hospital because of several frostbite in his fingers, and there he gets interested by the recently widowed nurse Elena (Ann Todd). Cathy, on the other hand, goes out with a Navy engineer, Richard (Roland Culver), who is in love with her. But nothing materializes for any of them.




Finalmente é chegada a hora de o casal se reencontrar! Robert e Cathy recebem folga ao mesmo tempo, depois de três anos separados. Quando eles estão indo se encontrar, ambos de trem, vemos uma tomada constante de trilhos de trem se aproximando e então se distanciando novamente. É assim que o casal está agora: são meros desconhecidos indo se ver, mas incapazes de terminar a relação porque um acredita que o outro não é capaz de viver sozinho.

Finally it's time for the couple to be reunited! Robert and Cathy get a leave at the same time, after three years separated. As they go to see each other, both by train, we have a constant shot of two tracks getting near each other, and then distancing each other again. It's how they are now: different people, perfect strangers going to meet each other, but unable to end the marriage because they both believe the other can't live alone without a partner.




Quando eles se reencontram, a rua está tão escura que eles não podem se ver e não podem ver como estão diferentes – Robert tirou o bigode, e Cathy cortou o cabelo e agora usa maquiagem. Eles estão também parcialmente cegos, porque não conseguem lembrar um do outro com clareza. E eles estão em meio às ruínas de Londres, uma cidade recentemente bombardeada. Assim como Londres, o casamento deles também está em ruínas. Quantas metáforas!

When they meet again, it's so dark in the streets that they can't see each other and can't see how different they are – Robert without a mustache, Cathy with a new haircut and make-up. They are also partially blind, because they don't remember each other very well. And they are among the ruins of London, a city recently bombarded by the enemies. Like London, their marriage is also in ruins. So many metaphors!




Não é de se surpreender que um filme inglês de 1945 tenha a guerra como pano de fundo. O país precisava compreender pelo que haviam passado, e de certa maneira precisavam reviver aquilo. Mas a abordagem foi inesperada: em vez de focar nos horrores da guerra e nos atos de bravura, a dupla de roteiristas Clemence Dane e Anthony Pelissier escolheu mostrar como a guerra muda as pessoas.

There is no surprise that an English film from 1945 would have the war as one of its settings. The country needed to understand what they had been through, and in some extent relive it. But the approach was unexpected: instead of focusing on the horrors of the war and the acts of bravery, the duo of writers Clemence Dane and Anthony Pelissier chose to show how war changes people.



O nome de Robert Donat está acima do título, e em um pôster o slogan é “Mr Chips está de volta em um romance emocionante!”, fazendo referência à performance ganhadora do Oscar de Donat, alguns anos antes. Deborah Kerr havia estreado no cinema apenas quatro anos antes, e já tinha sua passagem para Hollywood garantida desde o bom desempenho triplo em “Coronel Blimp – Vida e Morte”. É engraçado notar que, ao descrever seu marido, Cathy use as palavras: “Eu não diria que ele é Clark Gable, mas ele é confiável”.

Robert Donat's name is above the title, and in one poster the slogan was “Mr Chips is Back in a New Thrilling Romance!”, referring to the Oscar-winning performance by Donat a few years before. Deborah Kerr had been in movies for only four years in 1945, and already had her passage to Hollywood guaranteed because of her triple performace in “The Life and Death of Colonel Blimp”. It's funny that, when describing her husband, Cathy says: “I wouldn't say he's Clark Gable, but he's dependable”!



Temos também a adorável Glynis Johns intepretando uma personagem com o apropriado nome de “Dizzy”. Treze anos depois, Glynis trocaria de lugar e, em vez de interpretar uma mulher independente, seria uma esposa simplória em “Vítima de uma Paixão” (1958). Nele, ela interpreta uma esposa que acaba se tornando amiga da mulher por quem seu marido se apaixonou na guerra. O marido é intepretado por Sean Connery e a outra mulher, por Lana Turner.

There is also the delightful Glynis Johns playing a character apporpriately named Dizzy. Thirteen years later, Glynis would trade places and, instead of playing an independent female, she played a simple wife in “Another Time, Another Place” (1958). In it, she plays a wife who ends up becoming friends with the woman her soldier husband had fallen in love with during the war. The husband is played by Sean Connery and the other woman is played by Lana Turner.




O título norte-americano é “Férias do Casamento”, e pode ser considerado polêmico e inapropriado – os norte-americanos consideravam que a guerra foi só um período de “férias” para os ingleses? Este título me levou a pensar que o filme fosse uma comédia sobre uma relação aberta, ou seja, uma “pausa” no casamento. Por isso eu me surpreendi com o filme, mas não foi uma surpresa ruim.

The risky and inappropriate title “Vacation from Marriage” was used in the American market only – how could the Americans think that, for the British, war was just a vacation? And this title was misleading, at least to me: I thought the film was a comedy about something like an open relationship, hence a “pause” on marriage. That's why I was surprised by the film, but not in a bad way.



Durante a guerra, muitas coisas mudaram. Obviamente, quem foi para os campos de batalha mudou muito, mas quem ficou em casa também experimentou uma nova dinâmica. As mulheres tiveram de trabalhar em fábricas para manter a produção constante, e tinham então uma jornada dupla, com o trabalho e os cuidados com a casa. Quando a guerra terminou, muitas mulheres voltaram a ser apenas criaturas domésticas, mas algumas mulheres não aceitaram  ser novamente subjugadas. Eu queria que Cathy houvesse se rebelado. O que eu posso dizer: eu adoro ver filmes com uma relação heteronormativa tradicional ruindo! ¯\_()_/¯

During the war, many things changed. Of course, people who went to the front changed a lot, but the ones who stayed at home also experimented with a new dynamics. Women had to work in factories in order to keep the country running, and they had then a double journey at work and taking care of a house. When the war ended, many women came back to being only domestic creatures, but some of them didn't accept to be subjugated again. I wished Cathy was the later. What can I say, I enjoy watching traditional hetoronormative relationships being torn apart on screen! ¯\_()_/¯




Obviamente, o final é previsível, e é por isso que o filme fez um sucesso estrondoso. Por outro lado, eu preferiria outro final. Robert era um covarde machista que nunca deixava Cathy fazer nada. Com a guerra, ele não mudou muito, e isso fica patente quando ele está de folga. Cathy, por sua vez, evoluiu e desenvolveu autoconfiança. Foi correto na época, mas nem tanto quando visto hoje, o fato de que eles precisaram se conformar e voltar aos seus velhos papéis na relação para poderem seguir em frente.

Of course the ending is predictable, and this is why the film was such a success. On the other hand, I would have preferred something else. Robert was a sexist coward who never let Cathy do anything. At the war, he really didn't change a lot, and this is shown when he is on leave. Cathy, on the other hand, evolved and developed confidence. It was right at the time, but too bad when seem today, that they had to conform to go back to their previous places in the relationship in order to go on.



This is my contribution to the Deborah Kerr Blogathon, hosted by Maddy at Maddy Loves her Classic Movies. 

 

domingo, 23 de setembro de 2018

Não quero ser um homem (1918) / I don’t want to be a man (1918)


Há muitas parcerias entre diretores e artistas no cinema, em todos os países. Por exemplo, você consegue citar uma dupla de ator / diretor famosa do cinema alemão? A primeira que me vem à mente é Klaus Kinski / Werner Herzog. E uma dupla de atriz / diretor do cinema alemão? Vou apresentar a você uma dupla que veio muito antes – e era bem mais divertida: Ossi Oswalda e Ernst Lubitsch. Sim, AQUELE Ernst Lubitsch.

There are many great director / performer partnerships in film, all over the world. For instance, can you mention a famous actor/director duo in German cinema? The first one that comes to mind is Klaus Kinski / Werne Herzog. How about an actress/director duo in German cinema? I’m about to introduce you a duo that came much earlier – and was much funnier: Ossi Oswalda and Ernst Lubitsch. Yes, THAT Lubitsch.


Lubitsch nasceu em 1892 em Berlim. Ele fez seu primeiro filme como ator em 1912 e dirigiu sua primeira película em 1914. Nove anos depois, ele estaca em Hollywood, escolhido a dedo pela própria Mary Pickford. Parte do seu sucesso veio quando ele dirigiu a carismática e incrivelmente popular Ossi Oswalda. Um dos filmes que eles fizeram juntos foi “Não quero ser um homem” (1918), apresentado como ‘uma comédia em três atos de Ernst Lubitsch’.

Lubitsch was born in 1892 in Berlin. He made his first movie as an actor in 1912 and directed his first feature in 1914. Nine years later, he was in Hollywood, hand-picked by Mary Pickford herself. Part of his success came by directing the charismatic and incredibly popular Ossi Oswalda. One of the films they did together was “I don’t want to be man” (1918), presented as ‘a comedy in three acts by Ernst Lubitsch’.


A jovem Ossi (Ossi Oswalda) não pode fazer nada divertido. Ela não pode jogar pôquer com amigos. Se ela fuma, é criticada pela governanta (Margarete Kupfer), uma velha senhora que gosta de fumar. Se ela bebe álcool, ela é criticada pelo tio, um velho homem que gosta de beber. Ela também não pode sair de casa e conversar com os garotos. A hipocrisia impede Ossi de se divertir.

Young Ossi (Ossi Oswalda) can’t do anything fun. She can’t play poker with the guys. If she smokes, she is reprimanded by her governess (Margarete Kupfer), an old woman who enjoys smoking. If she drinks, she is reprimanded by her uncle, an old man who enjoys drinking. She also can’t go out to chat with the guys. Hypocrisy doesn’t let young Ossi have fun.


Por isso, quando seu tio tem de fazer uma viagem de navio, Ossi fica em êxtase, achando que finalmente será livre. Mas seus sonhos naufragam com a chegada de um tutor severo, o Dr. Kersten (Curt Goetz), que irá colocá-la “no lugar”. Ossi percebe que só há uma maneira de ser livre: fingir que é um homem.

So, when her uncle has to go on a ship trip, Ossi becomes ecstatic, thinking she’ll finally be free. But her dreams of freedom shipwreck with the arrival of a strict guardian, Dr. Kersten (Curt Goetz), who will put her “in her place”. Ossi realizes there is only one way to be free: to pretend she is a guy.


Ela compra um terno, completa o disfarce com uma cartola, peruca, monóculo e bengala, e vai conquistar o mundo. Ela começa zoando a governanta, que fica lisonjeada quando Ossi beija sua mão, e completa dizendo: “que cara legal!”.

She buys a suit, completes her disguise with top hat, a wig, a monocle and a cane, and goes conquer the world. She starts by making a fool of the governess, who blushes as Ossi kisses her hand, and then saying: “what a nice fellow!”.


Agora Ossi pode fumar, beber, olhar para os traseiros das moças... e ela é considerada fofa pelas moças em um baile porque elas acham que Ossi é um homem baixinho. Ela também tem problemas: ela precisa ficar em pé dentro do metrô, porque precisa dar seu lugar para as moças; ela é quase esmagada por uma multidão de homens mais altos que ela e, claro, ela tem de usar o banheiro masculino estando bêbada.

Now Ossi can smoke, drink, look at girls’ behinds… and she is considered cute by the girls in a ball because they think she is a very short man. She also has problems: she has to ride the subway standing up, because she must give her seat to the ladies; she is almost crushed inside a crowd of men much higher than her and, of course, she has to use the male bathroom while drunk.


No baile, Ossi vê seu tutor e começa a flertar com a mulher que o acompanha. Quando a mulher abandona os dois por um terceiro homem, Ossi e o tutor começam a conversar, fumar e beber garrafas e mais garrafas de champagne, e inclusive fazem um brinde “aos brothers”. As consequências da bebedeira são inesperadas e deliciosas.

At the ball, Ossi sees her guardian and starts flirting with the woman who is accompanying him. When the woman leaves them both for a third man, Ossi and the guardian start chatting, smoking and drinking bottles and bottles of champagne, even making a toast to “the bros”. The consequences of their drinking night are unexpected and delightful.


É comum que se refiram a Ossi Oswalda como “a Mary Pickford alemã”. Cinco anos mais nova que a Mary Pickford original (o IMDb é o único lugar que traz seu ano de nascimento como 1899), Ossi era uma bailarina que foi convidada para Lubitsch para fazer cinema. Ela era muito popular no final dos anos 1910 e início dos anos 1920 – sendo “A Boneca”, de 1919, o melhor filme de sua colaboração com Lubitsch. Depois de fazer seu último filme, em 1933, Ossi, sua família e seu namorado judeu fugiram da Alemanha Nazista e foram viver na Tchecoslováquia, onde Ossi faleceu aos 50 anos.

Ossi Oswalda is commonly referred as “the German Mary Pickford”. Five years younger than the original Mary Pickford (IMDb is the only place where it is written she was born in 1899), Ossi was a ballerina who was invited b Lubitsch to appear in movies. She was extremely popular in the late 1910s and early 1920s – being “The Doll”, from 1919, the best film from herb collaboration with Lubitsch. After she made her last film, in 1933, Ossi, her family and her Jewish boyfriend fled the now Nazi Germany and went to live in Czechoslovakia, where Ossi died at age 50.


Em 1908 Sigmund Freud escreveu pela primeira vez sobre sua teoria da inveja do pênis – algo importante durante o desenvolvimento de uma criança. A teoria foi então estendida para se referir às mulheres que sentem inveja de toda a liberdade que os homens têm e que é a elas negada. Embora em 1918 essa extensão de pensamento ainda estivesse longe de ser feita, Ossi certamente tem inveja de como os homens podem fazer mais coisas e viver mais livremente que as mulheres.

In 1908 Sigmund Freud wrote for the first time about his theory of the penis envy – something important during the child’s development. The theory was then stretched to refer to women who felt jealous of all freedom men have – a freedom denied to women. Although by 1918 this stretching was not yet made, Ossi for sure is jealous of how men can do more things and live more freely than women.


É interessante notar que, mesmo que isso seja brevemente sugerido, a intenção do filme não é mostrar que os homens têm uma vida muito mais difícil. Ossi sofre um pouquinho quando está vestida de homem, mas não a ponto de acreditar que as mulheres têm uma vida mais “fácil” – embora mais restrita – que os homens.

It’s interesting noticing that, even it is hinted, the goal of the movie is not to show how men have a much harder life. Ossi does suffer a little when she is dressed as a man, but not to the point to believing that women have an “easier” – yet more restricted – life than men.


Vestir-se como outro gênero é algo comum no cinema – já escrevi sobre isso AQUI – e lidar com as diferenças entre homens e mulheres também é um tema comum – o primeiro filme que teve tanto cross-dressing quanto debate acerca de gênero foi “As Consequências do Feminismo”, de Alice Guy, feito em 1906. Ernst Lubitsch, roteirista de diretor de “Não quero ser um homem”, escolheu uma maneira engraçada para abordar os temas. Mas aqui “engraçada” não significa “segura”: o filme pode ser considerado queer e revolucionário, porque o tutor e Ossi (vestida de homem) se beijam quando estão bêbados, e não se arrependem depois. Ossi também flerta com homens e mulheres.

Dressing as another gender is something common in film – I’ve written  about it HERE – and dealing with the differences between men and women is also common – the first film that had both cross-dressing and gender debate was Alice Guy’s “The Consequences of Feminism”, from 1906. Ernst Lubitsch, both writer and director of “I don’t want to be a man”, chose a funny way to deal with the subjects. But here “funny” doesn’t mean “safe”: the film can be considered queer and groundbreaking, because the guardian and Ossi-as-male do kiss when they are drunk, and they don’t regret it later. Ossi also flirts with both men and women.


“Eu não quero ser um homem / Ich möchte kein Mann sein” tem apenas 45 minutos de duração e mostrou que minhas lições de alemão valeram a pena – aliás, eu escrevi sobre Ossi Oswalda da primeira vez em que não tive erros em uma redação em alemão. Além disso, é um filme ousado que mesmo hoje, 100 anos depois, Hollywood não ousaria fazer. E tem como estrela Ossi Oswalda, quando seu brilho era máximo.

“I don’t want to be a man / Ich möchte kein Mann sein” is only 45 minutes long and it showed me that my German lessons were worthwhile – by the way, I wrote about Ossi Oswalda in the first time I had no mistakes writing an essay in German. Besides that, it is a daring movie that even today, 100 years ago, Hollywood wouldn’t have the guts to make. And it stars Ossi Oswalda when she was shining the brightest.

This is my contribution to the Gender Bending the Rules blogathon hosted by Quiggy at The Midnite Drive-In and Chris at Angelman’s Place.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...