Tradutor / Translator / Traductor / Übersetzer / Traduttore / Traducteur / 翻訳者 / переводчик

sexta-feira, 26 de julho de 2013

Viver sonhando / Texas, Brooklyn and Heaven (1948)

O título da blogathon é “William Castle – Scaring the pants off America”, mas em nada o terror tem a ver com esse filme do começo da carreira do diretor, que então tinha apenas 34 anos. A comédia leve e simpática conta com protagonistas pouco conhecidos, mas é um entretenimento charmoso e muito superior ao que encontramos atualmente.
Eddie Tayloe (Guy Madison) trabalha em um jornal no Texas e não tem muitas perspectivas. Ele fica sabendo que seu avô faleceu e lhe deixou seis mil dólares, o que pode não parecer muito, mas que na época foi suficiente para o personagem sair do emprego e ir para Nova York, atrás de seu sonho de escrever uma peça. Na estrada seu carro enguiça, e quem surge pedindo carona é Perry (Diana Lynn). No início eles se desentendem, mas a moça volta e conserta o carro dele, e ambos seguem para Nova York.
Eddie vai morar em um pequeno hotel para escrever sua peça, enquanto Perry ajuda uma velha ladra dizendo aos policiais que ela é sua mãe. Perry e a falsa mãe vão morarem uma pensão comandada por três irmãs solteiras e ranzinzas, sendo que uma delas é interpretada pela inconfundível Margaret Hamilton, a Bruxa Má do Oeste de “O Mágico de Oz” (1939). 
Viver na Big Apple não fácil para um aspirante a dramaturgo nem mesmo para uma jovem que tem um diploma de secretária conseguido em um curso por correspondência. Perry vai trabalhar em um arque de diversões, onde um espectador passa dos limites, despertando o ciúme de Eddie. E é através de Eddie, ou melhor, do narrador da história, o proprietário de um bar, que Perry consegue um novo emprego.   
Assim que a peça de Eddie é rejeitada, o dono do bar o leva para uma inusitada academia, pertencente ao excêntrico Gaboolian (Michael Chekhov). No local, pessoas estressadas, como um ex-capitão e um farmacêutico, podem experimentar realidades alternativas ou a volta a um ambiente agradável como forma de esquecer os problemas. Assim o farmacêutico se torna por alguns minutos um explorador andando de camelo pelo deserto, o ex-capitão volta a navegar e Eddie acaba com as saudades do Texas andando em um cavalo mecânico. Um lugar maluco, mas para onde eu adoraria ir quando me faltasse inspiração.
Além da já citada Margaret Hamilton, o elenco de coadjuvantes inclui o simpático Lionel Stander, mais conhecido como o mordomo Max da série “Casal 20 / Hart to Hart”, e Florence Bates como a hilária velha ladra. O charmoso Guy Madison, nesse que é apenas seu terceiro filme, faz um protagonista cheio de boas intenções. Pouco lembrado, o ator praticamente se especializou em interpretar militares. Já Diana Lynn, que em sua primeira cena à noite parece que inspirou suas sobrancelhas nas de Carmen Miranda, foi uma criança prodígio que estreou no cinema aos 13 anos, quando já era pianista. Participou de “Papai por Acaso / The Miracle of Morgan’s Creek” (1944), mas seus papéis quando adulta foram piorando. Trabalhou numa agência de viagens em Nova York e se preparava para voltar ao cinema quando sofreu um derrame fatal aos 45 anos, em 1972.
William Castle estava em seu 15º filme. Sua produção incluiu vários filmes de terror de baixo orçamento, mas não por isso ruins. Ele muitas vezes imitava Hitchcock, fazendo aparições em seus filmes. Sua maior contribuição para o cinema foi comprar os direitos do livro de Ira Levin “O bebê de Rosemary”. No entanto, a Paramount exigiu que William não dirigisse o filme. Assim, Roman Polanski entrou como diretor e Castle permaneceu como produtor, mas apareceu brevemente na tela fora da cabine telefônica em que Mia Farrow se desespera.
Este homem curioso que trabalhou com Orson Welles no rádio e foi co-produtor de “A dama de Xangai” (1947) ficou mais conhecido por seus filmes de terror, mas tem em “Texas, Brooklyn and Heaven” uma simpática amostra de sua versatilidade.


‘Texas, Brooklyn and Heaven” está disponível no YouTube e no InternetArchive.

This is my contribution for the William Castle Blogathon, hosted by The Last DriveIn and Goregirl’s Dungeon.   

10 comentários:

Pedrita disse...

nossa, esse eu não vi não, nem conhecia. anotado. beijos, pedrita

FlickChick disse...

Where on earth did you find this film! Great entry into the blogathon - and a great job, as always.

thelastdrivein.com disse...

Le- You are just fabulous for adding this wonderful entry to The William Castle Blogathon! We're honored to have your presence with us to celebrate-Cheers Joey

thelastdrivein.com disse...

Le- You are just fabulous for adding this wonderful entry to The William Castle Blogathon! We're honored to have your presence with us to celebrate-Cheers Joey

Ruby disse...

Não conhecia, post ter um elenco pouco conhecido, é difícil a gente ver ou ouvir falar e olha que fico ligada no TC cult e TCM (se é que se vê ainda esses filmes nesse canal) Lê, você já postou sobre os inocentes com Deborah Kerr?

Rubi disse...

Que elenco fantástico. Ainda não conhecia esse filme, mas acho que li sobre ele em algum livro. Já me interessou, principalmente pela Margaret Hamilton; adoro essa atriz!

Excelente post!
Beijos.

Suzane Weck disse...

Nossa ,eu achava Guy Madison lindo de viver,e até tinha esquecido de Diana Lynn.Estas lembranças são espetaculares.Este filme não vi mas como dizes ter no youtube vou procurar assistir e lembrar dos velhos tempos.Adoro este tipo de programa.Querida amiga ,muito obrigado pelas felicitações e saiba que fiquei super feliz em estares na minha "festinha'.Beijuss.SU

John disse...

Wow! I had no idea he had movies like this on his resume.

Jefferson C. Vendrame disse...

Lê, não conhecia esse filme, pela trama,realmente parece ser uma comédia muito gostosa de se ver.
Parabéns pela lembrança, você com seu blog, sempre nos trazendo pérolas raras!

Abração!

DorianTB disse...

Le, please forgive me for not reading your review of TEXAS, BROOKLYN, AND HEAVEN! I'm actually still catching up with our fellow Blogathon friends' wonderful posts! Now that I've finally read your post, I'd like to see the movie, because it sounds like lots of fun! What a great cast, too, with wonderful actors like Guy Madison, Diana Lynn from MIRACLE OF MORGAN'S CREEK; Michael Chekhov from Alfred Hitchcock's SPELLBOUND; gruff yet funny Lionel Stander, whose film credits include everything from the 1930s version of Nero Wolfe to TV's HART TO HART; Florence Bates from REBECCA and THE SECRET LIFE OF WALTER MITTY, and so much more! Thank you for helping me catch up with this delightful comedy, and seeing the funny side of William Castle!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...