Tradutor / Translator / Traductor / Übersetzer / Traduttore / Traducteur / 翻訳者 / переводчик

domingo, 3 de maio de 2015

12 curtas-metragens mudos para alegrar seu dia

12 silent shorts to brighten your day
Você acordou atrasado para o trabalho? Tirou uma nota ruim naquela prova da faculdade? Seu cachorro comeu um pé do seu chinelo favorito? Você acabou de comprar um sorvete e o derrubou inteiro no chão? Em suma, você teve um dia ruim? Não se preocupe, porque eu tenho o remédio: você estará alegre novamente em menos de 30 minutos com estas pequenas e infalíveis comédias feitas há mais de 90 anos.

Did you wake up and discovered you were late for work? Did you get a bad grade at a college test? Did your dog eat your favorite slipper? Did you drop the ice cream you had just bought? Did you have a bad day? Don't worry, because I have the solution: you'll be happy again in less than 30 minutes with these short and infalible comedies made more than 90 years ago.

Os primeiros filmes da história do cinema (e, via de regra, os primeiros filmes das carreiras de grandes diretores) são curtas-metragens. Se as primeiríssimas projeções, ainda do século XIX, tinham apenas alguns segundos, nas primeiras décadas do século XX elas ficaram cada vez mais longas, elaboradas e divertidas. Comédias mudas de curta-metragem são doses de humor na medida certa para qualquer espectador.

The first films in move history (and, more often than not, the first film in the director's careers) are short films. If the very first exhibitions, still in the 19th century, lasted only a few seconds, in the first decades of the 20th century they became longer, more ellaborated and funnier. Short silent comedies are dosis of doozy perfect for any audience.

Aperte o play, você não vai se arrepender!

Press play and you won't regret it!

The Drunken Mattress (1906): Começamos com um filme dirigido por uma mulher, a pioneira Alice Guy-Blaché. Um homem bêbado (já aviso que mais filmes da lista incluem bêbados) entra em um colchão que está sendo fabricado. Depois de costurado, o colchão apresenta um comportamento estranho (eu não acredito que eu escrevi isto).

The Drunken Mattress (1906): we start with a film direct by a woman, the pioneer Alice Guy-Blaché. A drunken man (I'll already tell you that more films in this list involve drunken men) enters a mattress about to be sewn. After being sewn, the mattress has a weird behavior (I can't believe I wrote that).


The Motorist (1906): Ele não arranca muitas risadas, mas impressiona pelos efeitos especiais. Se Méliès havia ido à Lua em 1902, quatro anos depois W.R. Booth leva seus personagens não apenas para a Lua (que, novamente, tem um rosto animado), mas também pelos anéis de Saturno! Se piscar você perde um detalhe delicioso desta comédia primitiva.

The Motorist (1906): it may not be so funny, but it is a film with impressive special effects. If Méliès had traveled to the moon in 1902, four years later W.R. Booth takes his characters not only to the moon (who has an animated face once again), but also to the Saturn's rings! If you blink I'll miss a delightful detail in this early comedy.

Max takes tonics (1911): O ator francês Max Linder foi o primeiro grande astro internacional da comédia cinematográfica. A persona criada por ele é um homem muito elegante e louco por mulheres, que tem problemas por seus excessos. Em seu melhor filme, Max precisa tomar vinho como remédio, mas exagera na dose e acaba bêbado – e confuso.

Max takes tonics (1911): French actor Max Linder was the first big international comedy film star. His persona was of a very fancy man, a womanizer always in trouble for his excesses. In his best film, Max has to take wine as a medicine, but he exaggerates and ends up drunk – and confused.


An Interrupted Elopement (1912): Mabel Normand quer se casar com seu namorado, mas o pai dela não quer ver a filha casada com um “chorão”. Os amigos do pobre moço apaixonado sugerem que o casal fuja e oficialize a união com um padre. Mas o pai da moça vai atrás deles.

An Interrupted Elopement (1912): Mabel Normand wants to marry her boyfriend, but her father doesn't want to see his daughter married to a “cry-baby”. His friends suggest an elopement, but Mabel's father goes after the couple.

Pool Sharks (1915): O tema principal de muitas comédias (e outras obras de arte em geral) é o amor. E, em seu primeiro filme, W.C. Fields disputa o amor de uma mulher através de um jogo de sinuca. Apesar de ter um final abrupto, as sequências da sinuca fazem o filme valer a pena – mesmo que você não goste de jogar sinuca.

Pool Sharks (1915): The main theme of many comedies (and other art works in general) is love. And, in his film debut, W.C. Fields fights for the love of a woman through a pool game. Even though the film has an abrupt ending, the pool sequences make it worth watching – even if you don't enjoy playing pool.

One AM (1916): Esqueça o personagem vagabundo. Aqui Charles Chaplin chega tarde (e bêbado) à sua luxuosa casa. Poucos cenários, muitos obstáculos e apenas Chaplin em cena: os ingredientes para o melhor curta-metragem do ator (na minha humilde opinião).

One AM (1916): Forget the Tramp character. Here Charles Chaplin arrives late (and drunk) to his mansion. Few sets, a lot of obstacles and only Chaplin on the screen: the ingredients for the best short film in his career (in my humble opinion).


Coney Island (1917): Este é um filme de Fatty Arbuckle, mas sabe o que realmente importa? É que aqui Buster Keaton, o homem da cara de pedra, não apenas ri, mas gargalha... duas vezes!

Coney Island (1917): This is a Fatty Arbuckle vehicle, but do you know what really matters? It's that in this film Buster Keaton, the great stone face, not only smiles, but laughs... twice!

Ask Father (1919): Harold Lloyd quer apenas perguntar ao pai da mulher que ama se ela pode se casar com ele. Mas o homem é muito ocupado e trabalha em um escritório difícil de se infiltrar, cheio de funcionários e até armadilhas. E prova que Harold gostava de escalar prédios bem antes de “O Homem-Mosca”.

Ask Father (1919): Harold Lloyd only wants to ask for his girlfriend's hand for her father. But the old man is very busy and works in an office hard to get in, full of employees and traps. This film proves that Harold enjoyed climbing buildings way before “Safety Last!”.


The Electric House (1922): Esta lista poderia conter apenas filmes do genial Buster Keaton, mas preferi escolher apenas uma pequena e deliciosa comédia. O que acontece aqui é que Keaton, recém-formado, é contratado para projetar uma casa extremamente moderna. O problema é que ele não é engenheiro, houve uma confusão em uma troca de diplomas, mas ele aceita o desafio assim mesmo.

The Electric House (1922): this list could only have films from genius Buster Keaton, but I decided to choose only one little and delightful comedy. What happens here is that Keaton, recently graduated from college, is hired to build a very modern house. The trouble is that he is not an engineer, there was a mistake involving his diploma, but he decides to get the job.


Felix in Hollywood (1923): Este filme é o máximo. O gato Félix (ele mesmo que você está pensando) vai a Hollywood com seu dono, um aspirante a ator, e lá conhece as versões animadas de Charles Chaplin, Ben Turpin, Gloria Swanson, Douglas Fairbanks e William S. Hart.

Felix in Hollywood (1923): This film is wonderful. Felix the cat (yes, THAT Felix the cat) goes to Hollywood with his owner, an aspiring actor, and there he meets animated versions of Charles Chaplin, Ben Turpin, Gloria Swanson, Douglas Fairbanks and William S. Hart.

It’s a Gift (1923): Conheci este curta divertido através de um trabalho detetivesco que me foi dado pelo leitor Martin Carone dos Santos. Ele queria saber qual comediante do cinema mudo era chamado de “cara linda” no Brasil. Depois de uma pequena descrição de um filme com ele, descobri a identidade do “cara linda”: é Snub Pollard, que aqui interpreta o excêntrico cientista que inventa um carro movido a ímã.

It's a Gift (1923): I got to know this fun short through an investigative work that a reader gave me. He wanted to know which silent comedian was nicknamed “pretty face” in Brazil. After a small description of a film starring him, I discovered the true identity of “pretty face”: he is Snub Pollard, who plays in this film the ecentric scientist who invents a car powered by a magnet.


Leave 'Em Laughing (1928): um humor simples, que agrada a todas as pessoas, de todas as idades. Com Leo McCarey como assistente de direção, o curta-metragem apresenta Stan Laurel com dor de dente (esta é a origem da bela foto que enfeitava o apartamento de Joey e Chandler em FRIENDS) e os efeitos que o gás hilariante do dentista causam na dupla de amigos. Mas fica a dúvida: por que Laurel e Hardy dormem na mesma cama?

Leave 'Em Laughing (1928): a simple humor that pleases people of any age, from any place. With Leo McCarey as assistant director, the short film has Stan Laurel with a toothache (this is the origin of the big photo hanging in Joey and Chandler's apartment in FRIENDS) and the effects that the laughing gas used by the dentist cause in the duo. But there is still a doubt: why do Laurel and Hardy sleep in the same bed?



This is my contribution to Shorts! A Tiny Blogathon, hosted by blogathon Jedi Fritzi at Moveis, Silently.

11 comentários:

Pedrita disse...

lê, que máximo. beijos, pedrita

Marcelo Castro Moraes disse...

Boas pedidas. Visitem o meu blog de cinema: http://cinemacemanosluz.blogspot.com.br

Daise Alves - Menteflutuante Retrô disse...

Adoro suas dicas, fico até chateada de não conseguir acompanhar tudo.

Fritzi Kramer disse...

Excellent choices! My day is brightened already. Thanks so much for joining in :-)

Terence Towles Canote disse...

I love "The Electric House". It's one of my favourite Buster Keaton shorts of lal time.

Joe Thompson disse...

Hi Lê. These are excellent choices. I didn't see a paragraph for the movie about the Kelly Gang. I saw that many years ago at the San Francisco Film Festival.

girlsdofilm disse...

So happy I read this post first thing in the morning as it really brightened up my day. Perhaps every day should start with a charming short - surely the world would be a better place for it?!

Silver Screenings disse...

This is an amazing selection of films you've curated here, and I'm so glad you included one from Mabel Normand! I will be coming back to this post to watch all of them in their entirety. Thanks!

Carol Caniato disse...

Ai que delícia, Lê!
Vou guardar seu post aqui pra eu ver todos ao longo desses dias!
:*

Cris Alves disse...

Lê amei a seleção como sempre você tem dicas maravilhosa.
Beijos
cherrycriis.blogspot.com

Caftan Woman disse...

It was wonderful of you to put all of this together. Lots of laughs! Lots of fun! You're the best.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...