Tradutor / Translator / Traductor / Übersetzer / Traduttore / Traducteur / 翻訳者 / переводчик

segunda-feira, 11 de junho de 2012

Made in Canada: Canadenses no Cinema – Parte 2


Norma Shearer: Ela era meio vesga, mas conquistou um magnata, o produtor Irving Thalberg, milhões de fãs e um Oscar em 1930. Norma trouxe também do Canadá seu irmão Douglas, que trabalhou no departamento de som da MGM. Ele ganhou 12 Oscars por seu trabalho e surpreendentemente aprendeu tudo o que sabia por conta própria. Sua irmã Athole também foi para Hollywood, casando-se com o diretor Howard Hawks.

Marie Dressler: Esta comediante conquistou os palcos e depois as telas, ganhando o Oscar de Melhor Atriz em 1931, por “Lírio no Lodo”. Ela trabalhou vendendo bônus de guerra na Primeira Guerra Mundial, sendo homenageada pelos militares, que batizaram uma rua com seu nome. Um de seus primeiros filmes foi com Chaplin e Mabel Normand, em 1914, e em 1917 ela escreveu e dirigiu um filme, “Fired”.  

Yvonne De Carlo: Criada pelos avós e descoberta através de sua bela voz e talento para a dança, durante algum tempo ela foi a rainha do Technicolor, marcando presença como a esposa de Moisés (Charlton Heston) em “Os dez mandamentos”. Muitos se lembram desta atriz por causa de sua interpretação de Lily, matriarca de uma família sinistra na série “Os Monstros”, para a qual foi chamada para recuperar-se de uma depressão.
 Geneviève Bujold: Se você pensou na província do Quebec, acertou. Essa canadende de nome francês ficou conhecida mundialmente ao interpreter Ana Bolena em “Ana dos mil dias”, contracenando com Richard Burton e ganhando um Globo de Ouro de Melhor Atriz. Geniviève trabalhou também com Charlton Heston, Michael Douglas e Clint Eastwood.

Glenn Ford: Tendo ido para os EUA aos oito anos, Glenn adotou o nome da cidade natal do pai como seu nome artístico. Logo após se naturalizar, combateu na Segunda Guerra e, em 1946, teve sua grande chance ao protagonizar “Gilda”, ao lado de Rita Hayworth, com quem faria mais quatro filmes. Passeou por diversos gêneros, sendo seus faroestes sucesso de público.

Gene Lockhart: Ele estreou no cinema mudo e interpretou vários coadjuvantes ilustres, como em “Jejum de Amor”, “O lobo do mar”, “Milagre na Rua 34” e “Carrossel” (1956). Também foi roteirista de teatro, escreveu letras de músicas e deu aulas de interpretação. Sua família é toda de atores, incluindo a esposa Kathleen, a filha June e a neta Anne.   
Gene e Kathleen Lockhart
 Walter Pidgeon: Ele teve uma vida e tanto: sofreu um acidente durante a Primeira Guerra, foi bancário, recebeu duas indicações ao Oscar de Melhor Ator, ficou viúvo aos 24 anos e depois se casou com sua secretária. Para completar, foi descoberto por Fred Astaire enquanto cantava em uma festa! Em sete filmes interpretou o marido de Greer Garson. Esteve em “Planeta Proibido”, de 1956, com outro canadense, Leslie Nielsen.

Raymond Massey: Sua história é bem incomum: combateu na Primeira Guerra e, ao voltar para casa traumatizado, foi mandado para a Sibéria, onde pela primeira vez atuou. A partir daí ele foi para os palcos de Londres e protagonizou o primeiro filme falado de Sherlock Holmes. Um de seus mais famosos papéis é o de Jonathan, o irmão de Cary Grant que fica igual a Boris Karloff após uma plástica em “Esse mundo é um hospício”. O ator também interpretou o presidente Lincoln em três filmes.

Christopher Plummer: O mais novo detentor do recorde de mais velho ganhador do Oscar. Antes disso, Chris esteve no musical “A Noviça Rebelde”, papel que ele afirma não ter gostado, e interpretou John Barrymore nos palcos, ganhando um Tony (prêmio da Broadway) de Melhor Ator. Seu desejo de atuar foi despertado ao ver Laurence Olivier em “Henrique V”. Um grande ator com uma admirável carreira.

Leslie Nielsen: Seus maiores sucessos são a série “Corra que a polícia vem aí” e o filme “Apertem os cintos, o piloto sumiu”, mas Leslie apareceu em mais de 100 filmes e 1500 programas de TV, totalizando mais de 220 personagens. Curiosamente, seu primeiro e seu último trabalho foram participações como narrador.
Dan Aykroyd: Oriundo da primeira leva de comediantes do Saturday Night Live, Dan estabeleceu uma parceria com James Belushi, co-estrelando com ele três filmes. Ele também se aventurou como diretor, roteirista, músico e vinicultor.   

Menção honrosa para o grande pioneiro Louis B. Mayer, que nasceu na Rússia, mas cresceu no Canadá.

14 comentários:

Gabriel França disse...

Caraca, em que mundo eu vivo? Daí eu só conhecia Christopher Plummer e Leslie Nielsen! Muitobacana esse post!

http://monteolimpoblog.blogspot.com.br/

Rafaela disse...

Adorei conhecer todas essas curiosidades que em sua grande maioria desconhecia!
Um ótimo início de semana!
Bjus
Rafaelando

Marcelo Bonavides de Castro disse...

Ótimo!
Sou fã de Norma Shearer e Marie Dressler!

Marcelo Bonavides de Castro disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Iza disse...

Eu não sabia que Leslie Nielsen era canadense, nem a Norma Shearer. O Jim Carrey também é canadense. Beijão <3

RedApple Pin-ups disse...

Adorei conhecer essas personalidades!

Bjos querida!

Amanda Fernandes
www.redapplepinups.com

J. BRUNO disse...

Excelente post Lê, gostos destas postagens que têm uma proposta mais didática, sempre comento isso com o Antônio do "Falcão Maltes", confesso que conheço poucos dentre os listados e justamente por isso o post se torna mais interessante... Parabéns, vou linkar o "Crítica Retrô" ao "Sublime Irrealidade"... Abração!!!

Rubi disse...

Excelente post, Lê. É sempre bom saber as origens dessas personalidades que marcaram história no cinema. Confesso que muitas delas foram uma surpresa pra mim!

Didi Iashin disse...

Excelente!! Só que Nielsen trabalhou em "Corra que a polícia vem aí", e não em "Loucademia de Polícia" ...

Jefferson C. Vendrame disse...

Oi Lê, mais uma vez, um ótimo post. Adorei conhecer um pouco mais desses diversos astros, alguns volto a dizer, eu não imaginava que não fossem americanos.

Grande abraço e mais uma vez,parabéns pela ótima publicação...

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Que elenco! Não sabia que Ford, um dos meus atores favoritos, era canadense.

O Falcão Maltês

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Que elenco! Não sabia que Ford, um dos meus atores favoritos, era canadense.

O Falcão Maltês

Dayane Pereira disse...

Muito bacana a sua lista! Vc tem mto conhecimento..
Não conheço todos esses atores, somente alguns.
=p

Jess disse...

Vou seguir esse blog JÁ! e ler tudinho com tempo depois, super criativo, de verdade.
parabéns ;*

http://ofantasticomundodejess.blogspot.com.br/p/about.html

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...