Tradutor / Translator / Traductor / Übersetzer / Traduttore / Traducteur / 翻訳者 / переводчик

quinta-feira, 27 de novembro de 2014

Nasce uma cinéfila

Já falei sobre muita coisa aqui no blog: sobre meu filme favorito, “Nasce uma Estrela / A Star is Born” (1937), meu ator favorito (James Cagney), minha atriz favorita (Katharine Hepburn), meu diretor favorito (Orson Welles) e muito mais. Falei sobre listas, cinebiografias, curiosidades e ótimos filmes mudos. Mas ainda não falei sobre uma coisa muito importante: como eu comecei a gostar tanto de cinema?
Primeira revelação assustadora: na maior parte da minha infância e juventude, não gostava exatamente de filmes. Sim, gostava das fitas de vídeo VHS da Disney (ah, os anos 90!), via desenhos de curta-metragem até decorar as falas e era fã número um de Pateta (Goofy), Pato Donald, Timão e Pumba. Tenho poucas lembranças de minha infância, mas todas relacionadas àqueles filmes: via “A Pequena Sereia” (o caranguejo Sebastião era meu personagem favorito) de mãos dadas com minha mãe até eu adormecer. Já tinha personalidade diferente e torcia pelos vilões: o final de “A Bela Adormecida” sempre me entristeceu, porque eu queria que a madrasta-dragão tivesse um final feliz.
Digo com vergonha que entrei em uma sala de cinema pela primeira vez em 2002, para ver “A Era do Gelo / Ice Age”. Algo curioso aconteceu então: tive vontade de escrever sobre o filme. Então a primeira crítica cinematográfica saiu em um jornalzinho pessoal que fiz para a escola. Quem diria que, mais de 10 anos depois, essa voltaria a ser minha atividade principal?
Minha primeira crítica de cinema. Graças a Deus não dá para ler o que eu escrevi!
Nos primeiros anos da minha adolescência, prestei mais atenção às séries. Tudo começou quando minha mãe me apresentou às sitcoms “The Nanny” e “Will & Grace”. Depois delas vieram outras, todas reprisadas pelo canal Sony, e que normalmente eu só podia ver ou na sexta-feira à tarde ou nas férias. Aos poucos fui descobrindo séries antigas, como “Família Adams”, “A Feiticeira / Bewitched”, “Jeannie é um Gênio / I Dream of Jennie” e as favoritas “Agente 86 / Get Smart” e “Mork & Mindy”.
E com as séries antigas veio o TCM Brasil. Quando assinamos um novo pacote de TV a cabo, meus avós viam TCM direto. O primeiro filme que vi no canal foi “As Sete Faces do Dr. Lao” (1964), e o segundo foi “Marujo Intrépido / Captains Courageous” (1937), ambos vistos apenas porque eu estava entediada. Eu preferia me concentrar nas séries do canal (novamente Maxwell Smart me influenciava) e, pasmem, detestava musicais e filmes mudos na época.
Sim, eu era boba. Demorei 16 anos para descobrir o maravilhoso mundo do cinema clássico. Gostaria de tê-lo descoberto antes, de ter aproveitado mais quando a programação do TCM Brasil era boa, de ter tido mais apoio cinéfilo e cinematográfico nos meus momentos difíceis. Mas encontrei o maravilhoso mundo do cinema. E agradeço todos os dias por isso.

This is my contribution to the My First Movie Blogathon, histed by Jenna and Allie at Flick Chicks.

11 comentários:

Pedrita disse...

eu adorava ir ao cinema na infância. beijos, pedrita

•♥• Cherry Cris •♥• disse...

Ha que amor seu post lê
Beijos
pinagirlscris.blogspot.com

FlickChick disse...

Le - your journey is your very own, but it brought you to this marvelous place.I always say thank goodness for television, as it opened the up the world of classic film for me. Lovely post!

Iza disse...

Ahh eu também amava fitas em VHS...via todos os dias.
Meu primeiro filme no cinema foi Monstros S.A e segundo minha mãe eu sai de lá chorando...
Beijos ♥

vintageiz.blogspot.com

Carol Caniato disse...

Lê, que história bonita a sua com o cinema! Eu só fui descobrir essa paixão depois que entrei na faculdade...
E essa primeira crítica?! Que amor! *.* Já estava escrito qual caminho você seguiria hahaha
Beijo!

Jenna and Allie disse...

What a brilliant post! I love that you have a copy of your very first movie review :D
Thanks so much for taking part.
- Allie

ANTONIO NAHUD disse...

Belo relato.

vintagepri disse...

Agora fiquei curiosa para ler o que você escreveu na sua primeira crítica! Olha eu adoro cinema, e confesso que minha primeira visita à uma sala de cinema não foi quando eu era criança. Eu também gostaria de ter me aprofundado no maravilhoso mundo do cinema antigo quando era mais nova! =)

Respondi a Tag One Lovely Blog Award. Mais uma vez, obrigada por me indicar!

Beijos, Pri
vintagepri.blogspot.com

Claudio Oliveira disse...

Marujo Intrépido / Captains Courageous é um dos meus filmes preferidos. Eu tinha gravado na tv, lembro que numa derrdeira cena eu para o video e chorei por vinte minutos. O filme é lindo! Você deveia fazer um post sobre ele.

Wendell Ottley disse...

Hey, there is no shame in having Ice Age as your first movie experience. Glad it helped you discover your love for movies. Great post.

Os Filmes de Frederico Daniel disse...

Por acaso gostei bastante do filme "A Idade do Gelo":
Gostei bastante da história e argumento de "A Idade do Gelo", tal como dos personagens e claro que o vi na sua versão original.
Optei por ver o "Ice Age" na versão original muito devido a John Leguizamo, adoro o ator e a sua interpretação vocal foi muitíssimo boa.
4*
Cumprimentos, Frederico Daniel...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...