Tradutor / Translator / Traductor / Übersetzer / Traduttore / Traducteur / 翻訳者 / переводчик

Sunday, March 8, 2020

Laços de Sangue (1951) / Hard, Fast and Beautiful (1951)


Você provavelmente ouviu falar das mães loucas pela fama (“overbearing stage mothers” – mulheres que obrigam suas filhas a entrar para o mundo do entretenimento para que as carreiras das filhas sejam a realização dos sonhos das mães. Estas mulheres também controlam as carreiras das filhas de perto, afinal, tudo que suas filhas alcançam é visto por elas como uma vitória pessoal. Mas este tipo de mulher também age nos bastidores do mundo esportivo. Poderíamos chamá-las de “mães loucas pelo troféu”? Talvez. Vão importa o termo, temos um exemplo perfeito deste tipo abusivo de maternidade no filme “Laços de Sangue” (1951), de Ida Lupino.

You probably have heard about overbearing stage mothers – women who push their daughters to have a career in entertainment as a way to fulfill their own dreams of stardom. These women also control their daughters’ careers close, after all, everything their daughters accomplish is felt by them as a personal victory. But this kind of women also acts backstage in the sports world. Could we call them “overbearing court mothers”? Maybe. No matter the term, we have a perfect example of this abusive kind of motherhood in Ida Lupino’s “Hard, Fast and Beautiful” (1951).


Florence Farley (Sally Forrest) é uma jovem com talento natural para jogar tênis. Ela treina rebatendo a bola contra a porta da garagem de casa, e ela está novamente neste estranho treino quando Gordon McKay (Robert Clarke) a vê. Gordon estudou na mesma escola que ela, e trabalha em um clube local. Ele convida Florence para jogar tênis no clube. Vendo o potencial dela, Clarence (Joseph Kearns), o gerente do clube, se oferece para pagar para que ela participe de torneios de tênis pelo país.

Florence Farley (Sally Forrest) is a young woman with a natural talent to play tennis. She practices by hitting the ball in her garage door, and she’s doing just that when Gordon McKay (Robert Clarke) sees her. Gordon went to the same high school as she, and works in a local club. He invites Florence to go to the club and play. Seeing her potential, Clarence (Joseph Kearns), the club manager, offers to pay for her to participate in tennis tournaments around the country.


A mãe de Florence, Millie (Claire Trevor), insiste em acompanhar a filha nos torneios. Millie está presente quando Florence impressiona o olheiro Fletcher Locke (Carleton Young). Depois de flertar com Millie, Fletcher embarca na missão de fazer de Florence a campeã nacional das amadoras.

Florence’s mother, Millie (Claire Trevor), insists on accompanying her daughter to the competitions. Millie is there when Florence impresses the scout Fletcher Locke (Carleton Young). After flirting with Millie, Fletcher dives in the mission of turning Florence into the national amateur champion.


Enquanto isso, o pai de Florence, o apático Will (Kenneth Patterson, que se parece com Fredric March), acompanha de casa a carreira da filha, longe de toda a excitação que sua esposa busca. Como amadora, Florence não pode ganhar prêmios em dinheiro, mas pode receber presentes como roupas, descontos na compra de um carro e estadias grátis em hotéis. Ela é como uma influencer, mas do mundo do tênis – e Millie não podia estar mais feliz. Mas as coisas se complicam quando Florence anuncia que vai de casar com Gordon e está pensando em abandonar o esporte.

Meanwhile, Florence’s father, the apathetic Will (Kenneth Patterson, a Fredric March lookalike), follows his daughter’s career from home, far from all the excitement that thrills his wife. As an amateur, Florence can’t receive money prizes, but she can receive little gifts, like clothes, discounts in cars and free stays in hotels. She is like an influencer, but from the tennis world – and Millie couldn’t be happier. But things get complicated when Florence announces she’s marrying Gordon and thinking about abandoning the sport.


É óbvio que conquistar a fama através do esporte era o sonho de Millie, não de Florence. Isso fica claro quando Florence vence sua primeira competição e, quando um repórter de rádio pergunta como ela se sente após ganhar, ela diz para ele perguntar para a mãe dela. Millie responde com perfeição, como uma porta-voz ensaiada.

It’s obvious that becoming notorious through sport was Millie’s dream, not Florence’s. This is clear when Florence wins her first competition and, when a radio reporter asks her how she feels about winning, she tells him to ask her mother. Millie answers him perfectly, as a media-trained spokesperson.


Claire Trevor é uma atriz brilhante e subestimada. Inesquecível em filmes como “No Tempo das Diligências” (1939) e “Paixões em Fúria” (1948), aqui ela é sedutora e manipuladora. Eu entendo que, na juventude, Millie pode não ter tido as mesmas oportunidades de Florence, mas nada justifica manipular alguém para que essa pessoa faça o que você não foi capaz de fazer quando era jovem.

Claire Trevor is a brilliant and underrated actress. Unforgettable in films like “Stagecoach” (1939) and “Key Largo” (1948), here she is seductive and manipulating. I understand that, growing up, Millie may not have had the same opportunities as Florence, but nothing justifies manipulating someone to do what you couldn’t do earlier in your life.


Sally Forrest fo um dos talentos descobertos e cultivados por Ida Lupino enquanto diretora. Vinda da dança, Sally foi protagonista de dois filmes anteriores de Lupino, “Mãe Solteira” (1949) e “Quem Ama Não Teme” (1950). Com olhos brilhantes e uma expressão ingênua, ela faz com que a transformação de Florence no decorrer do filme seja ainda mais notável.

Sally Forrest was one of the talents discovered and cultivated by Ida Lupino as a director. Coming from dance, Sally was the lead of two previous Lupino-directed films, “Not Wanted” (1949) and “Never Fear” (1950). With bright eyes and a naïve expression, she makes Florence’s transformation later in the picture even more notable.


Um usuário do Letterboxd mencionou que Lupino enquadra seus personagens como se eles estivessem em uma partida de tênis metafórica. Isso é visto claramente quando a cerca e o grande girassol servem como uma rede de tênis para separar Florence e Gordon. Florence e Millie por vezes estão separadas por uma mesa, mas eu vejo a dinâmica delas mais como um cabo de guerra, em especial quando Florence percebe que está sendo manipulada.

One reviewer on Letterboxd mentioned that Lupino frames her characters as if they were in a metaphorical tennis match. This happens clearly when the fence and the massive sunflower serve as a tennis net to separate Florence and Gordon. Florence and Millie are sometimes separated by a table, but I see their dynamics more as a tug of war, in special when Florence realizes she’s being manipulated.


“Laços de Sangue” é um filme com ritmo rápido e dinâmico. A ação acontece na casa da família Farley, no clube, em diversos torneios aqui e ali, e a passagem de um cenário a outro é feita com fluidez. Você ficará hipnotizado pelas partidas de tênis mesmo se nunca foi fã do esporte. Sally Forrest foi treinada pela jogadora de tênis profissional Eleanor Tennant.

“Hard, Fast and Beautiful” is a movie with a quick, dynamic rhythm. The action happens in the Farley house, at the club, in several tournaments here and there, and going from one to the other happens with an easy flow. You’ll find yourself hypnotized by the tennis matches even if you’ve never been a fan of the sport. Sally Forrest was coached by professional tennis player Eleanor Tennant.


“Laços de Sangue” tem uma característica irônica, se pensarmos no filme com uma mentalidade moderna: no final, Florence tem de escolher entre uma mãe ciumenta que quer controlar a carreira dela e um homem ciumento que quer que ela abandone a carreira. É irônico pensar que este é o principal conflito em um filme feito pela única mulher diretora da Hollywood dos anos 1950. Mas, uma vez que conhecemos o conjunto da obra de Lupino, aprendemos que ele pode ser resumido em uma palavra: resiliência. E, às vezes, é sendo resiliente que uma mulher consegue o que quer – algo que Millie não aprendeu.

“Hard, Fast and Beautiful” has an ironic twist once we think about it with modern lenses: ultimately, Florence needs to choose between a jealous mother who wants to control her career and a jealous man who wants her to abandon her career. It’s ironic to think that this is the main conflict in a movie made by the only female director working in 1950s Hollywood. But, once we get to know Lupino’s body of work, we learn that it can be summarized in one word: resilience. And, sometimes, it’s by being resilient that a woman gets what she wants – something Millie didn’t learn.

This is my contribution to The 110 Years of Claire Trevor blogathon, hosted by Virginie and Crystal at The Wonderful World of Cinema and In the Good Old Days of Classic Hollywood.


Para saber mais sobre a carreira de Ida Lupino, dê uma olhada no Dossiê Ida Lupino.

To learn more about Ida Lupino’s career, take a look at the Ida Lupino Files.

2 comments:

Virginie Pronovost said...

Loved reading your thoughts on this film Leticia! And how you describe the characters. I have not seen it yet (actually, I almost did yesterday) but I will make sure to add it to my list. Thanks so much for your participation to our blogathon!

Caftan Woman said...

Your well-expressed views on the film, its direction and performances, will influence many to watch this film when they may not have thought a tennis movie was their thing. Excellent!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...