Tradutor / Translator / Traductor / Übersetzer / Traduttore / Traducteur / 翻訳者 / переводчик

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

Uma personalidade, vários intérpretes: Abraham Lincoln

O décimo sexto presidente dos Estados Unidos teve de enfrentar tempos tempestuosos durante a Guerra Civil Americana e também graças aos debates sobre a abolição da escravatura. Hoje ele é um dos mais populares ex-presidentes e com certeza o que foi assunto de mais filmes. Em seu discurso no SAG (Screen Actors Guild) Awards, prêmio do sindicato dos atores, Daniel Day-Lewis ponderou que, uma vez que foi um ator, John Wilkes Booth, que matou Lincoln, muitos outros atores se esforçaram para dar novamente vida a ele, mesmo como personagem fictício.
O primeiro filme sonoro de D. W. Griffith foi justamente uma cinebiografia de Lincoln. Com menos de uma hora e meia, nem parece parte da obra do exagerado diretor. A vida de Lincoln é contada inteira e com muitas licenças poéticas. Coube a Walter Huston, pai do diretor John Huston e avô de Anjelica Huston, interpretar o presidente. Algumas cenas de Huston foram editadas e inseridas nove anos mais tarde no filme “Land of Liberty”, uma colagem de cenas de vários filmes que, juntas, contavam a história dos Estados Unidos.
Com belas costeletas, Henry Fonda interpretou Abraham em “A mocidade de Lincoln / Young Mr. Lincoln”, de 1939. Neste filme é focado apenas o período em que ele era um advogado em início de carreira, na cidade de Springfield. Lá ele aceita defender dois irmãos acusados de matar um homem durante uma briga. A perfeição e perspicácia da interpretação de Fonda é tanta que o jornal The Guardian afirmou que o Lincoln de Day-Lewis seria uma continuação perfeita do Abraham de Fonda. Outra performance elogiada foi a de Raymond Massey em “O Libertador / Abe Lincoln in Illinois”, de 1940.  
O irmão mais velho de John Ford, Francis, ele próprio um prolífico ator e diretor, aparece em “A mocidade de Lincoln” como Sam Boone. Abraham já havia aparecido brevemente em dois outros filmes de John Ford, “The Iron Horse” (1925) e “O prisioneiro da ilha dos tubarões” (1936), mas em nenhum John deixou seu irmão interpretar o presidente, embora Francis tenha dado vida a Lincoln em sete filmes entre 1912 e 1913. Outro campeão no quesito “interpretar Abraham” foi Ralph Ince, recriando o papel nove vezes na era muda. Parece que interpretar múltiplas vezes o presidente é uma sina, pois isso aconteceu também com Benjamin Chapin (14 vezes, em todos os seus créditos como ator, sendo ele diretor, produtor e roteirista de alguns desses filmes) e George A. Billings (cinco vezes), só para citar atores do cinema mudo.  
Às vezes os holofotes não estão totalmente em Lincoln, e ele se contenta em fazer apenas uma participação especial em alguns filmes. Em “O nascimento de uma nação” (1915), por exemplo, ele é interpretado por Joseph Henabery. Ironicamente, quem interpreta o assassino John Wilkes Booth neste filme é Raoul Walsh, que depois se tornaria diretor, e que era amigo do irmão mais velho de Booth, Edwin. Em 1935, Shirley Temple teve o prazer de se sentar no colo do presidente, interpretado por Frank McGlynn, em “A pequena rebelde / The littlest rebel”.
Mesmo sem aparecer, Lincoln é citado em outra infinidade de filmes. Quem assistiu a “Anna e o rei do Sião” (1946) com certeza se lembra de que o rei (Rex Harrison) envia uma carta a Lincoln oferecendo-lhe um casal de elefantes que, depois de procriarem, ajudariam o presidente a vencer a guerra civil.
Muitas minisséries e programas de televisão que contavam fatos históricos apresentaram Lincoln. Em “Norte e Sul” (1985 – 1986), minissérie com grandes atores, o presidente é interpretado por Hal Holbrook. Antes dele, Gregory Peck interpretou Lincoln e, anos depois, Tom Hanks também o encarnaria na televisão.
Gregory Peck em "The Blue and the Gray"
São muitas performances e abordagens diferentes para analisar. Afinal, no IMDb constam mais de 300 filmes e produções de TV com o personagem Abraham Lincoln. Talvez, como homem e político, Lincoln seja uma figura tão fascinante ao ponto de histórias sobre ele nunca se esgotarem, afinal, ele já foi até caçador de vampiros. Mesmo assim, a explicação romântica de Daniel Day-Lewis é plausível e bastante cinematográfica, não?

This is my second contribution to the 31 Days of Oscar Blogathon, hosted by Aurora, Kellee and Paula at Citizen Screen, Outspoken and Freckled and Paula’s Cinema Club.


20 comentários:

The Gal Herself disse...

What a wonderful post about a wonderful man! Thank you for sharing. Did you know that Tom Hanks is a direct descendant of Lincoln's. There is a plaque explaining this at the Lincoln Presidential Library in Springfield. Abraham's mother was Nancy Hanks.

Marcelo C,M disse...

Esse do Fonda gostaria muito de ver

Iza disse...

Acho Lincoln um personagem bem interessante na história americana. Com certeza, um personagem que inspira muitos filmes. Mas confesso que não estou a fim de assistir o do Spielberg: sei lá, deve ser meio chatinho. Gostei muito do seu post.
Beijos :)

Mario Salazar disse...

Me interesa bastante el Lincoln de Fonda, lo tengo pendiente de hace tiempo, ya lo veo pronto. Un clásico de Ford no tiene pierde. Y que buen actor es Daniel Day Lewis. Besos.

Hugo disse...

Ainda não assisti o novo filme de Spielberg e nem este clássico de John Ford, mas vi "Conspiração Americana" de Robert Redford, que mostra o julgamento dos conspiradores que mataram Lincoln.

Mesmo não sendo um grande filme, é interessante ao mostrar um julgamento de cartas marcadas e a provável injustiça que foi a condenação de Mary Surratt.

Até mais

Cris •♥• disse...

pareci ser legal ainda não vi,acho a historia de lincoin bem inspiradora e linda adorei o post e com certeza ire tirar um tempinho para ver esse do fonda
beijos

http://pinagirlscris.blogspot.com/

FlickChick disse...

A lovely, thoughtful post, Le. Wonderful interpretation.

Gilberto Carlos disse...

Abrahan Lincoln já foi personificado várias vezes no cinema, até num filme de terror como Caçador de vampiros. É interessante por que ele chama bem mais atenção do que os outros presidentes americanos. Abraços.

Pedrita disse...

eu adorei o filme lincoln. daniel day-lewis arrasa. gostei muito de saber q tem o filme com a juventude de lincoln, vou procurar para ver. beijos, pedrita

Patti Gardner disse...

Great post about a very beloved U.S. president. I haven't seen any of the classic-era films, but I did see both TV mini-series. The Gregory Peck one (wasn't that The Blue and The Gray?), I don't remember all that well, but the Hal Holbrook one (North and South) is one of my favorite mini-series ever. Mr. Holbrook played President Lincoln to perfection, I thought.

I thought Mr. Day-Lewis played him perfectly as well; however, I found the movie boring and actually dozed off in the theatre.

Thanks for spotlighting a most remarkable man.

Citizen Screen disse...

Great write-up, Le! And wonderful addition to our blogathon. Thanks so much for taking part.

Aurora

silverscreenings disse...

An interesting overview of Lincoln in American film. Let's see if "Lincoln" is a big winner at the Oscars on Sunday!

Pedrita disse...

oi lê, falei de vc em um post sobre curtas q concorrem ao oscar. beijos, pedrita

XCALOIX disse...

Obrigado pelo "post". Olha só, se juntarmos apenas os trechos em que o nome Lincoln é citado, ex: O código da vinci, Um presente para hellen, O mágico de OZ..., certamente teremos horas de gravação.

Valterunesp@gmail.com
Bauru, SP

Caftan Woman disse...

Lincoln, the man has inspired many actors to do fine work.

My favourite has always been Raymond Massey in "Abe Lincoln in Illinois", but had to make it a tie after I saw Daniel Day Lewis in "Lincoln".

I really enjoyed your look at the legendary U.S. president.

Citizen Screen disse...

I rarely have luck posting a comment on your site so am hoping this one goes through.

Great historical information and commentary, Le! A wonderful addition to the blogathon. Also, a very enjoyable read. KUDOS!

Aurora

Citizen Screen disse...

I just saw that the first attempt at a comment by me went through. I any case - this deserved a few comments.

Anônimo disse...

O Lincoln recente é ótimo mas infelizmente não me emocionou. Minha humilde resenha:

http://cinemagia.wordpress.com/2013/01/29/resenhas-lincoln/

Um abraço
Tommy
http://cinemagia.wordpress.com

Anônimo disse...

It’s in reality a nice and useful piece of

info. I am satisfied that you shared this useful

info with us. Please stay us informed like this.

Thank you for sharing.

Feel free to visit my blog ... www.gorillabaseball.com

Anônimo disse...

I intended to compose you this very small word to give thanks once again for
these amazing methods

you've provided on this site. It's quite unbelievably open-handed with people like you to provide

extensively exactly what many individuals could have made available as an
e book to

generate some profit for

their own end, particularly considering the

fact that you might have

tried it in case you desired.

Those creative ideas

additionally worked to be the easy way to understand that other people online have the same keenness similar to my personal own to learn a

little more on the subject of this issue.

I am sure there are thousands of more fun situations ahead for individuals that read through your website.


my webpage :: polesie24.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...